Killy: “Sabemos das dificuldades que é jogar com o Mindelense mas temos as nossas armas para vencer o jogo”

11/04/2019 23:42 - Modificado em 11/04/2019 23:42

O Grupo A do Campeonato Nacional, considerado à partida como o grupo da morte, reserva um escaldante jogo nesta segunda jornada, entre o Mindelense e a Académica da Praia. Duas equipas que fizeram parte do mesmo grupo na época passada e jogaram a grande final no Porto Novo, onde a “Micá” da capital superiorizou-se ao vencer por 2-0.

Novo embate aproxima-se, desta feita a contar para a segunda jornada do grupo A, agendado para domingo, 14, e segundo Killy, jogador da Académica da Praia, a equipa vem a São Vicente com o intuito de vencer o jogo.

Após o triunfo por 1-0 frente ao Estrela dos Amadores (Santiago Norte), em jogo a contar para a primeira eliminatória da Taça de Cabo Verde, na tarde de quarta-feira, a operação Mindelense arrancou nesta quinta-feira, antes da partida da formação da “Micá” para São Vicente, na sexta-feira.

Em análise ao jogo, o jogador começou por falar de uma partida frente a um adversário difícil, num campo que considera também tradicionalmente difícil, mas que o pensamento está apenas na vitória.

“Todos nós sabemos das dificuldades que é jogar com o Mindelense. Quer seja fora ou em casa. Eles têm uma equipa de qualidade, mas nós também não ficamos atrás. Sabemos, também, da nossa qualidade e temos as nossas armas para vencer o jogo” assegura o camisola 10 dos estudantes.

Após as igualdades registadas na primeira jornada, nos dois encontros do grupo, inclusive o empate a zeros com a “Micá” do Fogo, Killy afirma que a equipa entra em todos os jogos para vencer, mas que nem sempre vai acontecer. “Se não ganharmos sempre, também não podemos perder, mas vamos para o Mindelo, cientes do que é o Mindelense, mas também vamos com a lição bem estudada” vinca.

Sobre o grupo em si o extremo, que na época passada ajudou a Académica a conquistar o Campeonato Nacional e a Supertaça de Cabo Verde, acredita que tudo poderá acontecer. Recorda que na época transacta a equipa perdeu na fase de grupos com a Académica do Porto Novo mas terminou a época a conquistando o troféu. “Enquanto todos os jogos da fase de grupo não estiverem concluídos, não vamos saber quem fica de fora ou segue para a próxima fase. Nós não somos uma equipa qualquer, assim como não jogamos numa região desportiva qualquer, mas sim na melhor região desportiva do país” conclui.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.