Taça de Cabo Verde gera polémica

11/04/2019 15:26 - Modificado em 11/04/2019 15:26
| Comentários fechados em Taça de Cabo Verde gera polémica

A Taça de Cabo Verde edição 2018/19, joga-se em simultâneo com o Campeonato Nacional de Futebol, causando um certo desconforto nas equipas que fizeram a “dobradinha” nos seus campeonatos regionais, como são os casos do Mindelense, Académica do Fogo (eliminado), Sporting da Brava, Santo Crucifixo de Santo Antão Norte e a Académica da Praia que participa também nas duas provas. Mas o caso maior centra-se no formato da competição, onde o Barreirense do Maio poderá chegar à final efectuando apenas um jogo.

Mindelense, Santo Crucifixo, Palmeira do Sal, Sporting da Brava e a Académica da Praia, conseguiram vencer os seus adversários e atingiram a próxima fase, onde se juntaram ao Barreirense, detentor do troféu no Maio, que ficou isento da primeira eliminatória da Taça de Cabo Verde.

Na segunda eliminatória a turma do Maio irá medir forças com o Palmeira do Sal, no estádio Marcelo Leitão, e em caso de triunfo os maienses garantem de imediato o apuramento para a final, que conforme a FCF será realizada, como sucedeu na época passada, no estádio nacional, na Cidade da Praia. Um facto que no entanto não tem passado despercebido aos internautas, que não compreendem tal decisão da Federação Cabo-verdiana de Futebol, e que acusam a FCF de favorecer a equipa do Maio.

Alguns não compreendem como as Associações Regionais de Futebol não mostraram o seu desagrado na altura do sorteio feito pela FCF, visto que as principais equipas que sofrem com este calendário são as que participam em simultâneo nas duas competições.

Outro ponto que não vai de encontro com opinião positiva dos internautas no calendário da Federação, prende-se com o facto de haverem equipas a disputarem dois jogos seguidos da Taça em casa, enquanto outras equipas tem que viajar duas vezes para jogarem a Taça fora de casa, sem contar com os jogos do nacional.

Um calendário apertado e que certamente requer nova revisão, pois alguns internautas defendem que o Sporting da Praia, na qualidade de detentor do troféu, deveria fazer parte da prova, já que na primeira eliminatória o Barreirense ficou isento.

  1. Silvina Teixeira

    Às vezes tenho vergonha de ser cabo-verdiana; de fazer parte sesses rolos de burrices que acontecem em catadupas.

  2. Silvina Teixeira

    Às vezes tenho vergonha de ser cabo-verdiana; de fazer parte desses rolos de burrices que acontecem em catadupas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.