Santo Antão: Criação da Empresa Águas de Santo Antão em debate na Assembleia Municipal da Ribeira Grande

11/04/2019 01:31 - Modificado em 11/04/2019 01:31

A criação da Empresa Águas de Santo Antão é um dos pontos da ordem de trabalhos da Assembleia Municipal da Ribeira Grande, que decorre nesta quarta e quinta-feira no Salão Nobre da Câmara Municipal, situado em Ponta do Sol.

De realçar que a  Águas de Santo Antão, resultará da fusão dos serviços autónomos de água dos três municípios desta ilha e pode começar a funcionar já em 2019, concluindo assim um processo que decorre há, pelo menos, cinco anos.

Nesta senda importa realçar que o Governo tem tudo acertado com as câmaras municipais de Santo Antão para a criação da empresa intermunicipal de água que, segundo os autarcas locais, constitui “uma boa medida” para esta ilha e que terá impacto na diminuição dos custos da água.

Este dossier, iniciado pelo anterior governo, já tem a aceitação do Executivo e pelos três municípios, uma vez que “pode trazer maior eficiência e eficácia” na gestão do setor da água nesta ilha.

As ilhas com mais de um município estão sendo dotadas de empresas intermunicipais de água, num projeto semelhante ao que se verificou em Santiago (Águas de Santiago), inspirado da empresa Água-Brava (Fogo e Brava).

No caso de Santo Antão, a criação de Águas de Santo Antão constitui um desejo dos autarcas desta ilha, expresso num memorando de entendimento assinado com o Governo, já há alguns anos.

Para esta sessão, entre outros pontos, estão agendados a apresentação, discussão e aprovação do Relatório de Atividades da Câmara Municipal do ano Económico de 2018, Apreciação e Aprovação da proposta de parceria para a reabilitação da Casa Serra em Chã da Ponta do Sol e ainda a Apreciação e Aprovação da Proposta Sociedade de Titularização de Crédito.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.