Anilton Cabral: Das passerelles nacionais rumo ao sonho de ser Top Model

6/04/2019 17:19 - Modificado em 6/04/2019 17:19
| Comentários fechados em Anilton Cabral: Das passerelles nacionais rumo ao sonho de ser Top Model

Natural da Cidade da Praia, Anilton Cabral, actualmente é agenciado pela agência angolana Da Banda. No passado mês de Fevereiro fez a sua estreia internacional no Moda Lisboa, desfilando pelo estilista português Nuno Gama.

Em entrevista ao Notícias do Norte, no rescaldo da sua passagem pelo Cabo Verde Fashion Week 2019, que aconteceu em finais de Março, na cidade do Mindelo, o jovem conta como tem sido os últimos tempos da sua carreira.

Com 22 anos de idade o modelo, natural da Cidade da Praia, diz que que a sua passagem pelo evento foi algo extraordinário e que desde que os seus caminhos se cruzaram com o mundo da moda, o objectivo principal é fazer sucesso.

Entretanto, conta que a sua trajectória começou muito antes. Ainda andava no liceu na ilha da Boavista, onde cresceu.

Regressou à capital para completar a sua formação secundária, coisa que fez no Liceu Domingos Ramos, LDR, onde participou pela primeira vez no concurso de Miss & Mister LDR 2014/ 2015 e acabou por se sagrar vencedor. “ Influenciado por colegas e amigos acabei por participar do concurso e acabei por vencer. Depois, no mesmo ano, foi organizado o concurso Mister Powa Swag, onde participam os vencedores de todas as escolas e, mais uma vez, acabei por sair vencedor”, conta este jovem modelo, que com estes dois feitos conseguiu assinar o seu primeiro contrato nacional. Foi com a agência Vaiss Models.

“Assim comecei a fazer os meus primeiros trabalhos e investi tudo e aprofundei cada diz mais o meu talento”, garante Anilton Cabral

No entanto, a sua estadia na agência não foi muito longa. Apenas dois anos depois de assinar optou por sair e arriscar por conta própria.  

Depois da sua saída da Vaiss Models, o jovem diz que durante um ano trabalhou sem representação de nenhuma agência. No ano passado foi apresentado aos responsáveis da agência angolana, Da Banda Model Management, e em Outubro de 2018 partiu para Portugal onde fez a sua formação.

Em Fevereiro deste ano, conseguiu o seu primeiro trabalho internacional ao desfilar na edição 52ª da Moda Lisboa, em Portugal, tendo desfilado para o criador português Nuno Gama. “Foi uma grande vitória”.

Acrescenta que foi “uma experiência incrível” a oportunidade de partilhar o backstage com modelos que sempre admirou através das redes sociais e estar a trabalhar com eles no mesmo evento. Algo que sempre sonhou e que tornou-se realidade graças ao seu empenho e humildade.

Apesar da sua recente conquista, garante que ainda tem muitos caminhos por trilhar até se tornar um modelo internacional. O seu maior objectivo é ser Top Model e para tal diz estar focado no futuro, que acredita, promete ser promissor.

Questionado sobre os planos para o futuro, diz que são muitos. Porém, não avança quaisquer detalhes, alegando apenas que são bastante promissores. Anilton revela que trancou a matrícula do Curso de Engenharia Civil para apostar tudo na sua carreira de modelo e  trabalhar afincadamente para conseguir alcançar os seus objectivos. “Quando entras numa profissão tens que dar tudo e apesar da carreira de modelo não ser tão longa como outras profissões, tens que te empenhar e tirar o máximo que puderes e no caminho dar tudo para conseguir cada dia mais, alcançar um novo patamar”.

Sobre a sua participação no CVFW, diz que foi um desfile inovador de um evento que possui uma iniciativa pura e que precisa ser mais apoiada e quando isso acontecer “será um grande sucesso a nível local e internacional”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.