Falcões do Norte está de volta à 1ª divisão

31/03/2019 23:25 - Modificado em 31/03/2019 23:25
| Comentários fechados em Falcões do Norte está de volta à 1ª divisão

A equipa do Falcões do Norte está de volta ao escalão maior da ilha de S. Vicente. Depois de na época 2016/17 ter sido despromovido -na secretaria-, pela primeira vez no seu já longo historial  no futebol desta ilha, a formação dos Falcões do Norte está de regresso à ribalta do futebol em São Vicente, facto confirmado este domingo ao derrotar o Ponta d’Pom por 1-0.

E é assim que a equipa verde branca de Chã de Alecrim está de volta ao convívio dos grandes do futebol de S. Vicente. A “segundona”, mais uma vez, teve que esperar até à última jornada para saber o nome do campeão.

Num campeonato disputado de forma intensa, da primeira à última jornada, o Clube Desportivo Falcões do Norte, com 59 anos de existência, foi o mais regular e está de regresso ao convívio dos grandes. Na vitória tangencial sobre o Ponta d’Pom, coube a Stipay a autoria do golo decisivo para a subida de divisão dos comandados de Elisandro “Lisy”.

Após o final da partida, que esteve ao rubro, os jogadores, equipa técnica e adeptos, festejaram de forma entusiástica esta conquista histórica.

O treinador “Lisy” – que consegue a sua segunda subida consecutiva, isto após ter subido na época passada o Cotinthians -, em declarações à imprensa estava radiante com mais este feito, assegurando que era inexplicável descrever o sentimento que lhe ia na alma. “É a minha zona. Tinha de ajudá-los. Eles fizeram tudo numa altura em que estavam por baixo, foram homens e por isso a população de Chã de Alecrim tem de agradecer aos jogadores e não a mim, porque foram brilhantes. Dar os parabéns também ao antigo treinador principal o Marcos, porque vim continuar o seu trabalho” afirma.

Já com a subida garantida, o treinador diz que agora é trabalhar para ficar onde devem estar que é na primeira divisão. Está convicto e acredita que vão trabalhar e conseguir isso, porque é um clube que, segundo o mesmo, trabalha sempre bem. “Dedico este campeonato ao meu povo de Chã de Alecrim, também à minha família, que amo muito, e a todos os san-vincentinos que me admiram e que me apoiam” conclui.

Já Ivan Gomes, um dos jogadores mais antigos do clube, enalteceu este título dizendo ser fruto de “muito esforço”. “É fruto também de muito trabalho durante sete meses, por isso a alegria é imensa. A equipa trabalhou muito porque queria este regresso, e aí está o resultado. O segredo foi trabalhar todos os dias sob sol quente, com muita força e coragem e dedicação para que pudéssemos colocar esta equipa no lugar onde merece estar” avançou.

Sobre o campeonato em si o jogador garante que é sempre complicado pois todas muitas equipas lutam arduamente pela subida de divisão. “Hoje conseguimos isso. Agora é desfrutar deste momento”.

Por sua vez, o presidente do clube, João Dias, disse que foi um objetivo traçado logo à partir do momento que desceram de divisão, pois queriam estar de regresso o mais rapidamente possível. Um objetivo agora alcançado. “O Falcões é uma equipa de primeira divisão e por isso vamos fazer de tudo, com muita entrega ao trabalho para continuarmos na primeira divisão. Temos uma equipa competitiva para representar bem o Falcões na primeira divisão” destaca.

De acordo com o mesmo a segunda divisão é um campeonato bastante competitivo, como todos puderam constatar. “O segredo está no trabalho e nós trabalhamos muito para isso. Acreditámos até ao fim. Estivemos com cinco pontos de desvantagem para o Amarante, mas acreditamos que era possível e conseguimos a tão desejada subida” regozija-se.

Por outro lado, equipa do Amarante goleou, nesta derradeira jornada, o Calhau por 4-1, garantindo assim o acesso à disputa da liguilha com o Castilho da primeira divisão. Na outra partida o Ribeira Bote venceu o São Pedro por 2-0. Dirceu do Ribeira Bote levou para casa o prémio de artilheiro da competição.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.