“Mês para os Idosos” será o primeiro evento promovido por cinco grupo de jovens de São Vicente

28/03/2019 01:19 - Modificado em 28/03/2019 01:19
| Comentários fechados em “Mês para os Idosos” será o primeiro evento promovido por cinco grupo de jovens de São Vicente

Os grupos Eskedinha, D Eventos, Samba Groove, Pelanca e Walt, vão levar a cabo no sábado, 30 de Março, no campo de Terrace em Madeiralzinho a realização da primeira atividade de cariz social do ano 2019, sob o lema “Mês para os Idosos”. Segundo a organização esta atividade têm como objetivo angariar géneros alimentícios, produtos de higiene pessoal e de limpeza que irão reverter a favor de idosos da ilha.

De acordo com um dos mentores do projeto, Frederikson Francês, do grupo Eskedinha, esta primeira atividade do ano que tem como nome “Mês para os Idosos” e surge com o intuito de apoiar os lares de idosos da Ribeira Bote e Campinho, assim como muitos outros idosos com pouquíssimas condições e que já estão identificados por estas instituições, em diversas zonas de São Vicente.

Como forma de arrecadar o maior número de doações possível, estas serão recolhidas à porta do recinto desportivo. O mesmo afirma que as cinco instituições pretendem levar varias atrações, para além do torneio de futebol, tais como batucada com o grupo Samba Groove, animação de Djs e outras surpresas. O mesmo confirma ainda a participação de uma Associação de Santo Antão (Ponta do Sol) chamada “Tchã Unidos”. 

Com a parceria da Câmara Municipal de São Vicente, da Caritas e da Acati, Frederikson Francês, assegura que as actividades prolongam-se por todo o mês de Abril. Adianta garante que já têm programado mais dois eventos a decorrer na réplica da Torre de Belém, o primeiro a ser realizado no dia 06 de Abril denominado de “Relembra Tempo” e o outro no dia 27 com uma tarde gastronómica, com a finalidade de recolher fundos para a compra de fraldas para as pessoas mais idosas e desfavorecidas.

Pelo meio, o mesmo sustenta que, vão estar no dia 18 de Abril em Ponta do Sol, Santo Antão, onde desenvolverão um leque de actividades, para a angariação de produtos, que vão ser posteriormente ser distribuídos pelos lares de idosos da região.

“O objetivo, como são 5 grupos, é de realizar um excelente projeto em que possamos oferecer às pessoas desta faixa etária melhores condições… se conseguirmos alcançar os objetivos traçados, então poderemos começar a pensar já em outras edições” acrescentou.

Frederikson congratula-se com o facto de terem conseguido angariar o apoio de muitas empresas e pessoas em nome individual junto da comunidade e por isso aproveitou para agradecer, desde já, a todos os que denegadamente têm trabalhado em prol das classes mais desfavorecidas. “Eles têm sido a base. Assim temos força para continuar e sentimo-nos felizes ao ver o quanto solidário é o povo cabo-verdiano.”

Com os projetos desenvolvidos para Santo Antão, os promotores abriram o horizonte para novas paragens. É nessa senda que tem pretensões de futuramente estar em outras ilhas. “Os projetos que materializamos já são de Cabo Verde em geral. É claro temos ideia de estar mais ativos numas do que em outras ilhas” conclui.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.