Preços a praticar pela CV Airlines em Abril/Maio deixam mindelenses, e não só, revoltados

27/03/2019 01:18 - Modificado em 27/03/2019 17:50
Aeroporto Cesária Évora no Mindelo

A companhia CV Airlines, apresentou o quadro de viagens e tarifas a serem cobradas, durante os meses de Abril e Maio de e para Lisboa, Fortaleza e Dakar, a partir das ilhas do Sal e de Santiago, com ligações a São Vicente.

A diferença de preços a serem praticadas nas suas tarifas para e da ilha de Monte Cara é considerada desmedida e despoletou uma nova onda de insatisfação e críticas no seio de muitos mindelenses. Estes dizem que, mais uma vez, se sentem marginalizados em relação às duas outras ilhas. Visto que a partir de São Vicente a viajem vai ficar cerca de 30 mil escudos mais cara, sem contar  com despesas de estadia na ilha do Sal.  Nas redes sociais os sanvicentinos mais moderados  falam e descriminação e outros falam em “roubo”.

A situação de São Vicente, devido a retirada dos voos internacionais de e para o Aeroporto Cesária Évora, piora cada vez mais, quando se trata de anúncios de voos internacionais e tarifas a serem cobradas. Uma diferença  de cerca de mais 30 mil escudos em relação às ilha do Sal e Santiago.

Perante o anúncio das tarifas para os meses de Abril/Maio a praticar pela CV Airlines, os mindelenses mostram-se mais uma vez indignados, com o que consideram ser uma discriminação e um peso extra para a economia local, factor que vem paulatinamente  “a economia a estagnar desde Setembro de 2017.”

De acordo com a operadora aérea, para se viajar de e para o aeroporto internacional Amílcar Cabral no Sal, para Lisboa de 06 de Abril a 06 de Maio, é preciso pagar uma tarifa de 50.640$00, com direito a duas bagagens. O mesmo voo para Fortaleza, no Brasil, custa 52.840$00. Já Dakar fica por 29.140$00.

Neste mesmo período, para a linha aérea Praia/Lisboa as passagens vão custar o montante de 52.490$00. A linha Santiago/Fortaleza terá como tarifa 54.190$00. Já Praia/Dakar, com escala no Sal, será cobrado a quantia de 48.640$00. Todas estas viagens contemplam aos passageiros o direito a duas bagagens.

Em relação a Mindelo,  para um passageiro viajar de São Vicente para Lisboa ou vice-versa, terá que pagar a quantia de 20.700$00 na companhia Binter, na ligação até a ilha do Sal, e depois o montante de 50.640$00 para Lisboa. Somando estes dois preços, o passageiro terá que desembolsar no total 71.340$00. Quem preferir por exemplo o percurso, Lisboa/Praia/São Vicente, terá que desembolsar 73.390$00. Isto sem contar  com outras despesas  com a estadia  dependendo do tempo de espera para o voo internacional

A linha Fortaleza/Sal/ com ligação da Binter (20.900$00) até São Vicente ficará pelo preço de 73.340$00. Por fim, Dakar/Sal /São Vicente, com o mesmo tarifário da Binter, ficará pelos 50.040$00.

Se os preços são  considerados elevadíssimos, pior fica a situação, pois os passageiros só têm direito a uma bagagem. É que de acordo com a transportadora aérea, o passageiro que pretender seguir uma viagem internacional na CV Airlines, com origem em São Vicente, para além de ter um custo muito maior (porque paga dois bilhetes) e de muitas vezes pernoitar nas outras ilhas, à espera da conexão da CV Airlines, se quiser usufruir das duas “peças” (malas), na sua totalidade da sua viagem, terá que também pagar à Binter Inter-Ilhas o montante de 8.800$00 (montante da bagagem), por cada “peça”, porque os bilhetes Binter só dão o direito a uma “peça”.

Uma situação que mais uma vez não cai no agrado, no seio de muitos são-vicentinos, que na rede social Facebook, aproveitam para demonstrar todo o seu descontentamente com mais esta decisão que consideram ser uma forma de deixar a ilha ou a região norte “abandonada à sua sorte”.

  1. Cigarra SV

    Imagina um coitado que sai do interior de Santo Antão. Paga carro barco e dois bilhetes de avião, sem contar com as pernoitas.

  2. Temóteo V. Tavares

    Sr. Ambrózio Nho Nho Ambrózio: o que é que um Santiaguense, que o senhor chama de “badio”, tem a ver com a decisão de CV Airlines ? Ou mesmo com a decisão do Governo (se é que se trata de decisão do Governo) a ponto do Santiaguense querer afundar S.Vicente? O senhor não acha que já ultrapassou todos os limites de disparate, para não dizer bairrismo doentio? Se há um problema de abandono de S.Vicente, que andam a fazer no Parlamento os Deputados dessa ilha? Que andam a fazer os Sanvicentinos? O que é que os Santiaguenses (que vocês gotam de chamar badios) têm a ver com o alegado abandono de S.Vicente? Dê a cara e responda a estas perguntas!

  3. burcan pires

    É TRISTE E CRIMINOSO A PASSAGEM DE E PARA SÃO VICENTE E NOUTRAS ILHAS, FOGO/PRAIA 17 MIL ESCUDOS IDA E VOLTA APENAS 19 MINUTOS. PARA ONDE VAI ESSE PAÍS???????
    TUDO NA MESMA ENTRA FLANO SAI SICRANO TUDO NA MESMA, CARAMBA. ABAIXO A INDEPENDENCIA DE CABO VERDE. VIVA AUTONOMIA.

  4. Silvério Marques

    Então já está certo que haverá voos Praia/ Lisboa/ Praia? Lamento que este jornal não tenha publicado as tarifas da concorrente da Cabo Verde Airlines, a TAP. Ou os são vicentinos nos gesto de patriotismo querem só viajar na Cabo Verde Airlines? Devemos ter rigor nas notícias. Em suma : Quanto custa na TAP uma viagem, Mindelo / Lisboa/ Mindelo.

  5. Alexandre Picoto

    Preço S. Vicente Lisboa e regresso a S. Vicente em voo TAP no mês de maio está por menos de 69.000$

  6. Alexandre Picoto

    Menos de 69.000$ o Preço S.Vicente Lisboa e regresso em voo TAP no mês de maio

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.