Afogou a filha para se vingar do marido por traição que não existiu

18/03/2019 13:43 - Modificado em 18/03/2019 13:43

“Isto vai perseguir-me para o resto da minha vida”, confessou a mulher.

Claire Colebourn, de 36 anos, matou a filha Bethan como um ato de vingança contra o marido, porque achava que o homem a estava a trair com uma colega de trabalho.

A mulher afogou a criança de três anos durante o banho e colocou-a depois na cama. Bethan foi encontrada morta na manhã seguinte, com o cabelo ainda molhado.

Conta o The Sun, que a mulher passou semanas a pesquisar na internet “como matar alguém por afogamento” e se este procedimento seria doloroso para a vítima.

À polícia, Claire admitiu o crime referindo que quis matar a filha porque não a queria perto do pai. Contou, ainda, que a menina não queria tomar banho e pediu para não o fazer mas no final, “infelizmente, acabou por confiar em mim”.

“Antes de a afogar, disse-lhe que a amava. Isto vai perseguir-me para o resto da minha vida. Só queria despachar o assunto o mais depressa possível”, confessou.

Claire e Michael estariam em processo de divórcio depois de a mulher se ter convencido, erradamente, de que o marido a estava a trair. O casal tinha acordado há pouco tempo como dividiriam a custódia da criança, sendo que Claire não aceitava o facto de ver a filha a passar tempo com o pai.

Claire acabou condenada a uma pena de prisão perpétua. O crime aconteceu em Fordingbridge, Inglaterra.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.