Tiroteio na Holanda faz três mortos e nove feridos

18/03/2019 13:23 - Modificado em 18/03/2019 13:23

Três dos nove feridos estão em estado grave. O atirador abriu fogo num elétrico, em Utrecht, na Holanda, e está em fuga. Polícia não descarta possibilidade de ataque terrorista, sendo que as autoridades decidiram elevar o nível de ameaça na cidade para o mais elevado.

Um homem disparou sobre os passageiros de um elétrico em Utrecht, avança o AD. De acordo com a Câmara de Utrecht o tiroteio provocou três mortos e nove feridos. Três dos feridos estão em estado grave. Até ao momento, segundo fonte da Secretaria de Estado das Comunidades, não há registo de portugueses entre as vítimas.

Uma das vítimas mortais terá sido coberta com um lençol e ficou nos trilhos entre duas carruagens, de acordo com um jornalista da ANP que foi até ao local. 

O atirador, saliente-se, está a monte, tendo, de acordo com as autoridades, usado um Renault Clio vermelho para se colocar em fuga. Há um grande aparato policial no local. Algumas das vítimas já foram transportadas para o hospital.

Entretanto, um grande número de agentes da unidade anti-terrorismo holandesa está concentrado em duas zonas de Utrecht, estando vários meios de emergência a postos nos locais. A operação estará a ser montada no sentido de capturar o ou os suspeitos. As autoridades apelaram à população para se manter em casa.

O alerta inicial foi dado às 10h45 locais (9h45 em Portugal Continental). O AD adianta ainda que a área foi isolada e o trânsito cortado. 

O porta-voz da polícia, Joost Lanshage, disse que “foram disparados vários tiros no elétrico e várias pessoas ficaram feridas. Helicópteros foram enviados para o local e não foram feitas detenções”. 

A polícia de Utrecht informou no Twitter que o tiroteio “está a ser investigado” e que está “a ter em conta a possibilidade de uma motivação terrorista”.

A polícia está a monitorizar as autoestradas mais próximas e a autoridade de transportes de Utrecht decidiu cancelar todo o serviço de elétricos na cidade, segundo a BBC. 

As autoridades reforçaram também a presença policial em redor do Binnenhof, o parlamento holandês, localizado em Haia, tendo decidido elevar o nível de ameaça para o mais elevado em Utrecht.

Por Notícias ao Minuto


Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.