AM : Proposta de delimitação de zonas, lugares e bairros aprovada com abstenção da UCID

15/03/2019 00:21 - Modificado em 15/03/2019 00:21
| Comentários fechados em AM : Proposta de delimitação de zonas, lugares e bairros aprovada com abstenção da UCID

A Assembleia Municipal de São Vicente, aprovou nesta quinta-feira, 14, na 8ª sessão ordinária da 7ª legislatura da AM, a proposta de delimitação das zonas, lugares e bairros da ilha de Monte Cara. A votação contou com a abstenção do partido da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID).

A Assembleia Municipal  retomou nesta quinta-feira, os trabalhos que tinha suspendido na quarta-feira, 13. Na sessão desta quinta-feira foram discutidas e aprovadas algumas propostas apresentadas pelo executivo. De entre elas a proposta de delimitação das zonas, lugares e bairros da ilha de São Vicente. A proposta votada foi aprovada com 16 votos a favor, sendo 11 do MPD, 4 do PAICV e um da deputada independente, Vânia Monteiro. Já a UCID absteve-se, apontando detalhes em falta no documento apresentado como o principal objetivo de não votar, e assumindo que futuramente poderá haver problemas maiores.

Ao NN a líder da bancada da UCID, Isidora Rodrigues, a maior força política da oposição na Assembleia em São Vicente, afirma que, o seu partido absteve-se porque o projeto apresentado não tem topografia e geografia. “Os mapas que nos apresentaram não têm nada disso e por isso nós não conseguimos analisar as latitudes e as longitudes, isto se nós quisermos por exemplo saber a longitude e latitude no mapa não conseguimos porque isso não existe nos mapas que nos apresentaram” esclarece. No entanto, a líder da bancada vinca que estão de acordo com esta proposta e só se abstiveram devido a forma como foi apresentada pelo executivo, mas se for alvo de alterações certamente será do agrado de todos.

Já o líder da bancada do PAICV, Baltazar Ramos, diz-se satisfeito com esta proposta, até porque no seu entender já era preciso fazer a atualização da organização administrativa do território. De acordo com o mesmo o projeto apresentado pela edilidade, este já mostra evoluções e por isso o voto do seu partido teria de ser favorável. “Houve quem tivesse contestado a não apresentação de alguns detalhes técnicos, mas como tivemos a informação da existência da falta desses detalhes técnicos, não entendemos que seria suficiente para não votarmos favoravelmente e que tivéssemos que nos abster, por exemplo”.

Por sua vez, Emanuel Miranda, líder da bancada do MpD, afirma que a proposta é importante para a gestão camarária. Segundo o mesmo isto vai “diminuir as tensões” que existem, ou seja, para se saber onde fica exatamente a localização de cada lugar. “Isto vai facilitar a vida aos munícipes e vai ajudar no planeamento da Câmara, e vai também contribuir para que a cidade seja bem organizada e que cada um tenha a sua segurança jurídica importante para os seus bens” conclui.

De destacar que, após a aprovação na Assembleia Municipal, esta proposta será posteriormente avaliada pelo Conselho de Ministros.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.