Delegado Sindical dos Bombeiros Municipais de São Vicente acusa CMSV de instaurar processos disciplinares injustos aos profissionais

13/03/2019 16:46 - Modificado em 13/03/2019 16:46

O Delegado Sindical da Corporação dos Bombeiros de São Vicente, Milton Lima, durante o período antes da ordem do dia da oitava sessão ordinária da Câmara Municipal de São Vicente, acusou a edilidade de ter lançado uma “verdadeira caça ao homem”, através dos processos disciplinares que considera arbitrários e consequentemente castigos que classifica de injustos e desproporcionais.

Milton Lima, afirma que o propósito da Câmara Municipal de São Vicente é o de silenciar e atentar contra os direitos dos trabalhadores. Nisso o delegado vinca que, continuará a denunciar as perseguições sem trégua aos profissionais dos bombeiros. “Em vez de serem criadas condições dignas de trabalho para que esses possam trabalhar em sã consciência, em vez disso, lançou-se uma verdadeira caça ao homem, com processo disciplinares arbitrários e consequentes castigos injustos e desproporcionais”.

O mesmo pede à Assembleia Municipal que crie uma comissão de inquérito, que seja composta por “pessoas idóneas e imparciais” a fim de poder constatar as denúncias que estão sendo feitas. “Consideramos que de forma vil e rasteira está-se a atentar contra os direitos e liberdades dos trabalhadores” conclui.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal, Augusto Neves, esclareceu que foi instaurado ao Delegado dos Bombeiros de São Vicente, um processo disciplinar por não ter acatado com as normas e regras que regem com as condutas dos bombeiros municipais. Relembrando que o processo disciplinar foi instaurado pelo chefe dos Bombeiros de São Vicente, devido a conduta imprópria apresentado pelo funcionário em questão.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.