Cabo Verde Airlines vai dar atenção ao transporte doméstico

11/03/2019 00:30 - Modificado em 11/03/2019 00:30

O novo presidente do Conselho de Administração da Cabo Verde Airlines, Jens Bjarnason, defende que a empresa vai ter que se virar para o transporte doméstico “é muito importante, por isso é também algo que a empresa vai dar atenção.” Jens Bjarnason defende  que para o HUB  do Sal funcionar é preciso que as ligações domésticas também funcionem “A infra-estrutura no Sal é a única para viabilizar um “hub” internacional, mas para que todos em Cabo Verde possam beneficiar desse desenvolvimento temos de ter boas conexões entre as ilhas e isso é, certamente, algo que devemos discutir com outros parceiros e ver como fazer da melhor maneira”.

O economista Gualberto do Rosário, ex- primeiro ministro,  na página Cabo Verde XXI  viu nessas declarações do PCA da Cabo Verde Airlines  a intenção da empresa de vir a ter voos domésticos “É esse o bom caminho. Sempre defendi que a lógica do negócio empurraria a CVA para o mercado doméstico, também. Teremos, assim, pelo menos duas companhias no mercado doméstico, uma delas com voos sincronizados com os voos internacionais da CVA. É a verdadeira reforma do transporte aéreo. Com o desenvolvimento do transporte marítimo inter ilhas, cujos primeiros passos importantes já foram dados, poderemos assumir que Cabo Verde não será mais o mesmo. Sobretudo se for tido em conta os poderosos instrumentos financeiros e fiscais em processo de criação, como o Fundo Soberano de Garantia do Investimento Privado, a lei que regula a criação e o funcionamento das Sociedades de Desenvolvimento Regional e o Green Card, designadamente. A tudo isso há que juntar a reforma progressiva da fiscalidade, em que o imposto sobre os rendimentos vai cedendo lugar ao IVA.

Cabo Verde está no caminho certo. O que importa, agora, é aperfeiçoar e manter o rumo.”

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.