Anísio Rodrigues uma voz que dá brilho ao Carnaval Mindelense

7/03/2019 23:55 - Modificado em 7/03/2019 23:55
| Comentários fechados em Anísio Rodrigues uma voz que dá brilho ao Carnaval Mindelense

O compositor e cantor Anísio Rodrigues, escreveu mais um capítulo da nova geração de músicos no carnaval mindelense, ao arrebatar o prémio de melhor tema musical do Carnaval 2019. Este trabalho intitulado “Sabura sem Fronteiras” foi obra e graça de Anísio Rodrigues juntamente com João Carlos “JC”, que brilhou no asfalto da Rua de Lisboa, com o grupo vencedor Cruzeiros do Norte. 

Anísio Rodrigues já é tido como uma figura de destaque do Carnaval mindelense, com uma grande popularidade devido a qualidade da sua voz, e que empresta há cerca de 6 anos para as músicas principalmente do grupo Cruzeiros do Norte. O Grupo voltou este ano a conquistar o título de campeão e detrás desta conquista surge a música que motivou uma grande reação do público e que levou Anísio e “JC” a conseguirem o título de melhor tema musical. O NN, quis saber um pouco mais sobre este jovem cantor santantonense numa pequena entrevista, onde revelou o seu progresso no mundo da múcica carnavalesca em São Vicente, também do sentimento que lhe vai na alma por conquistar este título e os projetos que tem em mente para o futuro. 

Notícias do Norte: Como aconteceu a tua entrada e progressão no mercado mindelense sobretudo nas músicas de carnaval?

Anísio Rodrigues: O Meu progresso na música em São Vicente começou juntamente com um projeto de Kiki Lima, denominada de “Casa de Anjinha”. Foi aí que comecei a lançar-me na música em São Vicente como profissional. Agora falando de Carnaval isso começou, precisamente num tema que eu o João Carlos, fizemos e ainda nem nos conhecíamos bem, isso aconteceu através de um amigo que nós temos em comum, que a música chegou até mim, e nós o produzimos que era para comemorar os 25 anos de Samba Tropical. Eu o cantei como um guia, e todos gostaram, inclusive o “JC” e no ano a seguir convidou-me novamente, e foi daí que tudo começou a precisamente 5/6 ano atras.

NN: Como te sentes por arrecadar o prémio de música do carnaval 2019?

Anísio: Não é a primeira vez que vencemos. Já tivemos a sorte de ter arrecadado prémios de música de carnaval em 2016, isto se não estou em erro, com o tema “Oitenta Loucuras”, pelo Cruzeiros do Norte.

NN: Achas que já era tempo de ter vencido o prémio, depois do trabalho feito ao longo dos últimos anos?

Anísio: Sinto-me bastante contente, porque foi há três anos atras que vencemos, mas nestes anos que temos perdido o título, digamos que o povo criava muito expectativas de que poderíamos ter vencido o prémio, mas não tivemos sorte de que chegasse, e agora que chegou novamente estamos sentindo, muito contentes e isso dá-nos forças para continuar.

NN: No que te inspiras para escrever as músicas de carnaval, sobretudo este tema que foi o vencedor?

Anísio: Eu e o “JC” trabalhamos em equipa, ele mais para o lado lírico e eu mais para o lado da sonorização e melódica. Nós trabalhamos em conjunto e trocamos ideias. Em termos de inspiração posso falar do ritmo da música. Quis fazer uma coisa forte, que tinha um encanto que chamasse o povo, e parece que nós conseguimos, porque tem um refrão muito forte, onde é o povo que canta, e por isso viraram-no como um hino, posso assim dizer. Sobre o “JC” é uma pessoa muito bom mesmo no que faz. Eu o admiro muito.

NN: Depois de conquistar este título, quais são os projetos que tem em mente para o futuro, com relação às músicas do carnaval mindelense?

Anísio: Sobre os projetos para o futuro, por acaso tenho falado com o “JC” devido as músicas que nós já temos. Já vamos na 11ª música de Carnaval dentro do Mindelo, e também porque o João Carlos, compõe músicas para outras ilhas, nomeadamente da ilha do Sal, e eu também participei no Carnaval do Fogo na composição de algumas músicas, juntamente com as pessoas de lá. Participo em outras músicas também em Santo Antão, e é muita coisa. Por isso o que temos em mente neste momento é compilar todas as nossas músicas do carnaval de São Vicente num disco, e talvez possa sair, já no próximo ano.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.