Carnaval 2019 : Sem o Vindos do Oriente é mais fácil vencer

6/03/2019 12:19 - Modificado em 6/03/2019 12:19
| Comentários fechados em Carnaval 2019 : Sem o Vindos do Oriente é mais fácil vencer

O vice-campeão do Carnaval de São Vicente, foi o grupo a abrir o desfile desta terça-feira, com o enredo o “Nosso Carnaval é uma novela”. Como um grande início, os “Índios” deram um show no sambódromo mindelense, com o casal de Mestre Sala e Porta-Bandeira a fazer a apresentação do grupo. A campeã em título Alcione Sancha acompanhada por Jaír Sancha.  

Com menos foliões que nas edições anteriores, o que causava demora na saída do grupo, para a Rua de Lisboa, este optou pela redução dos foliões, mas continuou na sua linha com o “desfile magistral”, enumerando as novelas brasileiras que já passaram pelo novo antigo “Tevec”. Um enredo que retratou a relação dos cabo-verdianos com as novelas e o papel que a Rede Globo desempenhou nos finais da década de 1970 – inícios de 1980, quando havia poucos televisores em S. Vicente, o que levava as pessoas a se juntarem numa casa para acompanharem as novelas.

Foi com este enredo que o grupo fez a sua passagem pelas ruas da cidade, ao som da batucada liderada pelo mestre Edir Brito, e da Rainha de Bateria Dailene Rocha.

Destaque para a homenagem feito ao Djibla, um dos fotógrafos mais conhecidos de São Vicente.

Em segundo lugar foi a vez do grupo Flores do Mindelo, que não consegue aumentar o nível de desfile para a competição, o que tem acontecido nos últimos anos. Com um desfile humilde, o grupo entrou com um atraso de vinte minutos no percurso carnavalesco, tendo completado o mesmo em quarenta minutos.

Apesar de um desfile humilde, o grupo levou muita folia e alegria para as ruas de Mindelo, numa batucada comandada por Nuno.

Um desfile que muitos consideram estar longe do que deveria ser apresentado por um  grupo oficial e que na opinião de muitos dos presentes, deveria repensar a sua forma de fazer carnaval.

Estrelas-do-Mar, um regresso em grande ao Carnaval de São Vicente. Depois de muitos anos longe dos holofotes do carnaval, o grupo surpreendeu a todos com um desfile “espectacular” e que mostra a garra de cimentar o seu regresso, bem como a conquista do concurso.

Estrelas-do-Mar com uma batucada contagiante e é um dos grupos preferidos a vencer o Carnaval de São Vicente.

Bastante aplaudido e acarinhado pela população presente no local, o desfile do Estrelas-do-Mar foi suportado pela batucada de Mick Lima. Após uma paragem de sete anos, o grémio volta ao activo com a pretensão de conquistar o ceptro, o desfile mostrou isso mesmo, ostentado um enredo intitulado A mensageira.

Cruzeiros do Norte. Será o regresso do campeão?

O grupo apresentou o seu enredo a volta da Comunidade de Países da Língua Portuguesa e fez vibrar todo o público, que mostrou todo o seu apoio ao antigo campeão, que em comparação com os últimos desfiles parece que veio mesmo para competir e apresentou um grande desfile, fazendo com que o público vibrasse durante a sua passagem. Um momento sublime, com uma lição de união entre todos os foliões.

Surpreendeu na música, na evolução dos carros e na energia que mostraram durante o desfile, ou seja toda a sua alegoria, foi coerente para o grupo que quer voltar a ter a posse do ceptro do Carnaval de São Vicente, que lhes foge há quatro anos.

Mais uma grande manifestação cultural desta nossa querida cidade do Mindelo, que esta tarde, pelas 15 horas saberá quem é o vencedor do carnaval de São Vicente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.