Carnaval de São Vicente: grupos serão avaliados em nove itens e por um jurado de 27 pessoas

1/03/2019 00:17 - Modificado em 1/03/2019 00:17
| Comentários fechados em Carnaval de São Vicente: grupos serão avaliados em nove itens e por um jurado de 27 pessoas

O corpo de jurados irá avaliar nove itens: bateria, música, harmonia, evolução, enredo, carros alegóricos e adereços, fantasias, mestre-sala e porta-bandeira e comissão de frente.

O diretor do Carnaval, João José Faria, diz que durante todo o trajeto, em três pontos chaves, estará uma cabina com nove jurados que vão avaliar os diversos itens constantes do regulamento da LIGOC, relativamente aos desfiles.

Para este responsável esta é uma decisão que irá trazer maios credibilidade, no quesito avaliação, que todos os anos, durante o anúncio dos vencedores costuma trazer algum hiato, no seio da população.

São 27 jurados e 9 suplentes, distribuídos em três cabines, uma na Rua de Lisboa, outra na Avenida Baltazar Lopes e a última ao lado do Mindel Hotel. “Os jurados estarão continuamente a avaliar os grupos, porque são nove itens a ser avaliados por três grupos de jurados”, explica Faria que diz ainda que isso irá trazer mais credibilidade ao ato de avaliação.

“Convidamos pessoas com vasta experiência nesta área e trouxemos muitas caras novas. Desde professores a carnavalescos, passando por fotógrafos a designers. “Um leque de pessoas com capacidades técnicas e artísticas diversas”.

Outra melhoria advém ao facto do casal real ser avaliado por nove jurados, e que a pontuação dos grupos vai de 10 a 8. Sendo dez a nota máxima e oito a mínima, Faria diz que esta forma de avaliação cinge no facto da organização reconhecer o trabalho dos bastidores dos grupos ao grande palco que é a Rua de Lisboa. E por isso, todos os grupos iniciam com nota positiva, ou seja 10 valores e à medida que acontecem os desfiles, caso seja necessário serão penalizados com décimas, até oito. E nenhum grupo terá nota inferior a 8.

Outra das melhorias é a criação de três comissões que vão ajudar numa maior organização dos desfiles. São elas, as comissões de Concentração, Dispersão e Fiscalização e cada uma delas com representação dos grupos para que seja o porta-voz em todas as preocupações levantadas.

Em relação à Comissão de Fiscalização, João José Faria diz que esta tem um papel bastante importante. “Acompanha o grupo desde o início até ao fim e tem como objetivo inventariar as situações de penalizações”.

Outra inovação, segundo a Liga, é a internacionalização do entrudo, com transmissão internacional efectuada pelo canal de televisão francês Trace TV, a qual irá proceder à transmissão em direto do desfile de terça-feira, 05 Março, em todos os seus canais das redes sociais, onde possui mais de 2 milhões de assinantes e também pela RTP África.

A nível nacional, o Carnaval terá ainda transmissão directa na Televisão de Cabo Verde (TCV) e a Unitel T+ também fará a transmissão directa através dos aplicativos móveis.

No quesito segurança, este será garantido por um reforço do efetivo policial “bastante grande” e com apoio militar, na garantia de um bom desfile no carnaval de São Vicente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.