São Vicente registou dois casos de homicídio em 2018 num total de 37 ocorridos a nível nacional

26/02/2019 00:15 - Modificado em 26/02/2019 00:15
| Comentários fechados em São Vicente registou dois casos de homicídio em 2018 num total de 37 ocorridos a nível nacional

São Vicente surge como uma das ilhas com menos casos de homicídio registados no ano 2018, tendo registado apenas duas ocorrências. Ao todo, em Cabo Verde, foram registados 37 casos de homicídios, sendo que sete foram por VBG. No geral, em relação a 2017, registou-se menos um caso de homicídio. 

Os dados oficiais sobre as ocorrências registadas pela Polícia Nacional (PN) em 2018, foram avançados nesta segunda-feira, pelo Diretor da PN, Emanuel Moreno, no XII Conselho de Comandos da Polícia Nacional que decorre na Cidade da Praia e que reúne anualmente todos os dirigentes dos comandos regionais do país, para apresentação do Relatório Anual das Actividades assim como o plano de actividades da Direcção Nacional da Polícia Nacional para este ano corrente.

A ilha de São Vicente surge a priori, na lista das ilhas que menos número de homicídio registados durante o ano transato. O primeiro caso como noticiado na altura por este Online, remonta ao dia 01 de Janeiro de 2018, quando um jovem do sexo masculino foi assassinado na madrugada do mesmo dia por um outro jovem, no centro da cidade do Mindelo, na sequência de uma confusão entre grupos rivais.

O segundo registou-se no dia 30 de Abril quando uma criança de 5 anos, perdeu a vítima num acidente de viação ocorrido na estrada de Calhau. O jovem condutor foi acusado do crime de homicídio negligente e condenado à pena de prisão de um ano e seis meses, mas o tribunal suspendeu a sua execução pelo período de dois anos.

Santiago é a ilha que surge à cabeça da lista com mais. Foram 19 homicídios, dos quais 12 na Cidade da Praia. Segue-se a ilha do Sal com 6 casos. Santo Antão 3, Fogo 3, São Vicente e Brava com 2 cada e São Nicolau e Boa Vista com um homicídio cada, são os números que relatam os desfechos trágicos ocorridos em 2018 no território nacional. A ilha do Maio foi a única onde não se registou um único caso deste género.

Ainda de acordo com os números divulgados pela PN, estes comprovam uma diminuição da criminalidade em Cabo Verde na ordem dos 18,5%, isto é, menos 4.127 ocorrências do que as verificadas em 2017. Os crimes contra pessoas diminuíram 26%, registando-se menos 2.760 ocorrências do que em 2017.

Também os crimes contra o património caíram 11%, com menos 1.367 casos registados comparativamente a 2017. 

No geral, os crimes mais frequentes foram por ofensa corporal, representando 38% do crime contra pessoas.

Os crimes de VBG vêm em segundo com um total de 1.641 ocorrências em 2018, menos 875 do que em 2016 (data comparativa apontada pela PN). A VBG representa 20,9% dos crimes contra pessoas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.