Do lixo ao luxo: Professores querem continuar a demonstrar a importância da proteção do ambiente no carnaval de São Vicente

19/02/2019 00:07 - Modificado em 19/02/2019 00:07

É a dois de Março, sábado, que está agendada a saída dos professores de São Vicente às ruas do Mindelo, e mais uma vez, a mensagem é a proteção ambiental, com o tema: “O império das fantasias, baseado nas civilizações antigas”. A música “Mindel, nós império de fantazia” é da autoria do professor e músico Vicente Neves.

Com uma perspetiva de levar à Rua de Lisboa, duzentos docentes divididos em dez alas, os professores estão na reta final dos seus preparativos para a festa do rei Momo.

Para os demais professores, a questão não é a dificuldade de conseguir pagar, já que o Carnaval pode ser considerado uma festa cara, com todos os adereços, trajes entre outros, o principal objetivo é a mensagem e diversão, seguindo numa linha da lógica do bonito e barato.

Como sempre os materiais para a confeção dos trajes, serão “lixos”, que com a criatividade dos responsáveis irá torna-se no vestuário da classe docente para mais um “assalto” ao centro da cidade, sendo que este é o nono ano consecutivo que saem pelas ruas, não só divertindo, mas também abordando a questão da proteção do ambiente.

Copos, garrafas, latinhas, tampas, cartões e outros tantos materiais utilizados, que acaba gerando toneladas de materiais que, muitas vezes, são descartados, os professores reaproveitam este material para a confecção dos seus trajes carnavalescos.

Professores ensinam arte de reciclar

A consciência ecológica no carnaval, os professores querem ensinar a importância de transformar as matérias-primas descartadas em novas peças para o desfile. A ideia é mostrar a importância da reciclagem para a preservação do meio ambiente e que ela pode ser uma forma de poupança e de cura do nosso sistema de produção e o carnaval pode ser um evento capaz de criar as mudanças de atitude e uma reflexão sobre o destino dos resíduos.

Qualquer material pode-se transformar em roupa para estes profissionais de educação, que apesar de não terem nenhum fundo, possuem um carnaval “com muito brilho” e divertido, ou seja partir para o reaproveitamento de sobras de materiais, e ainda utilizar tudo o que já tem em mãos e depois passar por uma criação.

A coordenadora do grupo diz que a ideia é mesmo essa, “um carnaval bonito e pouco dispendioso” e assim tem sido. Com matérias descartáveis e com imaginação levar à mudança de atitude por um ambiente saudável e assim mostrar que é possível um carnaval sem grandes custos.

  1. João Pedro Monteiro

    VIVA CARNAVAL DE PROFESSORES DE MINDELO, COISA MARAVILHOSA E BARATINHOOOOOO. SÓ PRECISA TER UMA BOA BATUCADA E NOVOS COMPOSITORES PORQUE KES MUSIQUINHA DE BIBIA MA TCHENTA HÁ MUITO QUE JÁ CANSARAM

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.