Os velejadores brasileiros podem regressar ao Brasil já nesta semana

11/02/2019 00:32 - Modificado em 11/02/2019 00:32

Os familiares dos velejadores brasileiros, agora sob Termo de Identidade e Residência (TIR) estão expectantes com a possibilidade dos arguidos voltarem ao Brasil no decorrer desta semana. De acordo com a nossa legislação, estando em TIR, a medida de coação menos gravosa, podem viajar e sair do país, desde que tal seja autorizado por um juiz . E não é expectável que o juiz que lhes atribui essa medida negue o pedido . Se quisesse evitar a saída do país bastava ter aplicado o TIR  com apresentação periódica.

Em declarações à imprensa brasileira, a mãe do velejador Rodrigo Dantas, 26 anos, preso por mais de um ano, Aniete Dantas, que esteve na ilha de São Vicente desde dos primórdios do processo diz que foram meses difíceis e que agora é concentrar no que vem pela frente.

“Eu e meu marido, João Dantas, pensávamos que o caso se resolveria em algumas semanas ou meses. Mas ficamos mais de um ano em Cabo Verde”, diz Aniete Dantas citado pela Folha.

E durante o tempo que ele esteve preso, visitavam o filho duas vezes por semana. E passavam por momentos constrangedores na revista. Mas que valia a pena, para poderem ver o filho.

“Você sabe que o seu filho é inocente, mas tem que suportar ele pagando pena em uma prisão, convivendo em local insalubre, sem higiene”, refere Dantas alegando terem sofrido preconceito até na rua. “Já fui chamada de mãe de traficante. É o tipo de coisa que marca muito, você ver o seu filho tachado por uma coisa que ele não fez”, adianta a mesma publicação.

Na quinta-feira não estávamos à espera que o juiz fosse mudar a medida de coação e os soltasse, olhar para trás e ver que esta história foi um buraco na sua vida

Os três brasileiros, e o capitão francês Olivier Thomas, foram presos em Agosto de 2017, sob a acusação de tráfico internacional de drogas, após a Polícia Judiciária ter encontrado mais de uma tonelada de cocaína dentro do casco do veleiro em que estes viajavam.

  1. JBarbosa

    Solta-los e deixa-los viajar para fora do pais e como terminar o processo judicial sem se importar com a resolucao do processo e apurar o(s) criminosos. Os mesmos, estando fora do pais, mesmo achando mais provas que os incriminassem sem margens para duvidas, tendo os pes fora de CV, que se foda a justiça!!! Do Brasil jamais voltariam para merda alguma, muito menos para entregar-se a cadeia insalubre como descreve a mae.
    Sera que no Brasil as prisoes tem condicoes de salubridade? pergunta para a mae que fala tanto da prisao onde se encantra(va) o filho!

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.