“Operação Zorro”: Arguidos vão aguardar prosseguimento do julgamento em TIR

7/02/2019 18:21 - Modificado em 7/02/2019 18:21

Um despacho do juiz que preside o 1º Juízo Criminal do Tribunal da Comarca de São Vicente, de 7 de Fevereiro, determinou que os quatro arguidos do processo “Operação Zorro” que estavam em prisão preventiva  esperem o prosseguimento do julgamento sob Termo de Identidade e Residência.

O juiz considerou que “por entender que a demora de julgamento in casu dos arguidos e mantê-los sob liberdade coartada , em prisão preventiva, pode vulnerar o Direito Constitucional da presunção da inocência de que a nossa Magda Carta reconhece a todos  aqueles que no processo penal  se afigurem como arguidos, determinado assim a soltura  de todos os arguidos  para que aguardem os trâmites do processo sob Termo de Identidade  e Residência”.

Esta medida apanhou de supressa os advogados de defesa  que contavam  de imediato com a libertação de apenas os arguidos Daniel Guerra e Olivier  por ter expirado o prazo de prisão preventiva e de Rodrigo e Daniel só no fim de Feveiro. Mas este online já tinha  avançado com a possibilidade da libertação devido ao tempo que iria levar até a realização do julgamento.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.