Gilberto Lima acusa CMSV de perseguição ao SIACSA

7/02/2019 01:09 - Modificado em 7/02/2019 01:09
Foto: Inforpress

O Presidente do Sindicato de Indústria Geral, Alimentação, Construção Civil, Agricultura e Florestas, Serviços Marítimo e Portuário (SIACSA), Gilberto Lima, acusou hoje o presidente da autarquia de S. Vicente, Augusto Neves, de perseguição ao seu sindicato e aos seus funcionários, suspendendo as cotizações, dos Bombeiros Municipais e do pessoal do Saneamento.

Segundo o líder do SIACSA, o presidente da Câmara Municipal de S. Vicente, Augusto Neves, vem promovendo “expedientes contra o sindicato e os próprios trabalhadores, suspendendo as quotizações dos bombeiros municipais e do pessoal do saneamento, alegando que o referido Sindicato tem que reconhecer a assinatura dos mesmos no cartório notarial”.

Gilberto Lima fez estas declarações em conferência de imprensa, na cidade da Praia, onde justificou que este é um “ato ilegal e discriminatório, porquanto esta medida, só foi direcionada ao SIACSA, de uma forma ilegal”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.