Preço das tarifas áreas afecta Carnaval mindelense e não há voos extras

7/02/2019 00:43 - Modificado em 7/02/2019 00:43
Foto: LIGOC-SV

Praticamente a um mês da maior manifestação cultural de São Vicente, o Carnaval, e numa altura em que a Cabo Verde Airline não faz voos internacionais de e para São Vicente, ainda não há tarifas especiais para visitantes e nem programação de voos extras pelas companhias aéreas a operar em S. Vicente. Com preços os preços actuais considerados exorbitantes, tanto nos voos internacionais como nos domésticos, o carnaval poderá perder muitos visitantes.
O NN efectuou uma ronda junto de algumas Agências de viagens em São Vicente e ficou a saber que quem quiser vir assistir ao Carnaval 2019, terá de se cingir às tarifas do mercado, que segundo as mesmas estão “muito altas neste momento”.
A festa do Rei Momo, ano a ano trás à cidade do Mindelo um cada vez maior número de aficionados de vários pontos do arquipélago e não só. Muitos são aqueles que veem de outros pontos do globo para participar na maior manifestação cultural do Mindelo. Só que as condições outrora encontradas, deixaram de existir devido ao término da ligação internacional da companhia de bandeira, de e para São Vicente.
Uma situação que certamente poderá afectar o Carnaval 2019. É que segundo algumas agências de viagens da ilha, anteriormente havia outras possibilidades, que deixaram de existir. Neste momento, só para se ter uma ideia, para se voar de Lisboa para a ilha do Sal, na Cabo Verde Airlines, os preços situam-se entre os 50 e 60 mil escudos. Já para seguir viagem do Sal para São Vicente, na Binter, o preço é de 20 mil escudos, ou seja, na globalidade os preços com as passagens atingem quase 70 mil escudos, somente na vinda, isto é sem adicionar os custos inerentes a estadia, e outros afins.
Um cenário que poderá afetar a afluência de estrangeiros e imigrantes que todos os anos, teem o carnaval mindelense como uma referência na sua agenda. Para as agências de viagens abordadas, não há dúvidas de que isto afecta o carnaval, mesmo que eventualmente possa vir a haver tarifas especiais ou voos extras devido a repercussão que o carnaval mindelense adquiriu ao longo dos anos.

  1. João Rêgo

    Esta é uma falsa questão. De que servem mais voos e preços mais baixos se não há 1 único quarto de Hotel disponível em toda a ilha, para o referido período?

  2. LEPPO

    Vê-se claramente que tudo isto é uma estratégia do Governo para sufocar ainda mais a Ilha de S. Vicente.
    Os eleitores desta ilha precisam tomar consciência desta e de outras situações para que nas próximas eleições ninguém vá as urnas.

  3. Fernando Assis

    “A festa do Rei Momo traz” e “não tras.” Fica a correção.

  4. Fernando Assis

    Infelizmente a senhora não está a conseguir ver o impacto positivo do carnaval na economia do país no geral e de São Vicente em particular. Todos sabemos que uma manifestação cultural tem gastos, mas o retorno compensa.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.