Abraão Vicente “Tenho um certo orgulho em dizer que este é o maior Centro Cultural de Cabo Verde no pós-independência”

5/02/2019 00:39 - Modificado em 5/02/2019 00:39
| Comentários fechados em Abraão Vicente “Tenho um certo orgulho em dizer que este é o maior Centro Cultural de Cabo Verde no pós-independência”

O Ministro da Cultura e das Industrias Criativas, presidiu na tarde desta segunda-feira, à cerimónia de arranque das obras de ampliação e reabilitação do Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD), no Mindelo, e realçou que este é vai ser um grande Centro, dedicado a arte, a investigação e a preservação.

De acordo com Abraão Vicente, estão lado a lado dois edifícios com a mesma tarefa, onde um representa o passado através de um restauro de qualidade e o futuro através de um edifício, que quando for revelado os seus segredos, certamente irá “causar espanto e uma grande homenagem para esta Cidade”.

A ideia de libertar o edifício dos dois muros é, segundo o Ministro, uma ideia de liberdade e de celebrar uma nova altura em Cabo Verde, onde as casas do Estado, dos Senhoriais e da Nobreza, também pertencem ao povo.

“Libertar a cidade dos muros, para centros culturais. Onde era somente um centro de investigação passa a ser um centro aberto. Acredito que, este centro possa vir a representar um novo momento para a cultura, para os agentes criativos e culturais, da cidade do Mindelo”.

No entanto o Ministro acredita que, isto é pouco pelo que, ao seu ver, deveria ser feito, devido ao potencial do recurso humano existente.

“Se andarmos ilha a ilha, poderemos intender que, temos muito potencial e por isso precisamos de mais infraestruturas. Esta ideia veio desde a pré-campanha, onde os pontos básicos da agenda do programa era a retoma da política de infraestruturação cultural. Nós não podemos continuar a pensar que os agentes culturais, fazem os seus trabalhos sem condições, pois precisa-se de condições”, acrescenta.

O Ministro assegura que, já está ansioso e já pensa daqui a um ano ter grandes nomes da arte em Cabo Verde, a dar o seu contributo ao novo centro de Arte do Mindelo.

O Ministro chama a atenção para que este projeto não seja vista nem como um projeto eleitoral, nem como um projeto pré-eleitoral. “Queremos que seja um orgulho para a Câmara Municipal, que está a ajudar-nos a atingir este objetivo e um orgulho para o Governo. Mas sobretudo um orgulho para os mindelenses e para o potencial que é a nossa massa crítica e inteligência que está em Mindelo”.

Abraão Vicente vinca que o financiamento já está garantido e que, inclusive, já foi feito a transferência dos 50% do ano passado, e que já está assegurado a outra metade, dum projeto que está orçado em cerca de 65 mil contos.

“Este é uma dinâmica pouco que temos em Cabo Verde, naquilo que é reabilitar centros culturais, reinventar centros culturais. E aqui no Mindelo quisemos fazer, e tenho um certo orgulho em dizer isso, o maior centro cultural de Cabo Verde, no pós-independência. Nunca em Cabo Verde foi construído um centro cultural de raiz no tamanho deste investimento, ou seja, nenhum Governo fez um investimento destes no sector da Cultura. O certo para mim é que seja aqui no Mindelo” concluiu.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.