É preciso que sejam criados canais de comunicação entre o Governo e o Sinapol

1/02/2019 00:41 - Modificado em 1/02/2019 00:41
| Comentários fechados em É preciso que sejam criados canais de comunicação entre o Governo e o Sinapol

Quem o diz é o conselheiro da Organização Internacional da Polícia de Língua Portuguesa (OIP), Armando Ferreira, que é também presidente do Sindicato Nacional da Polícia de Portugal, afirmando ser “importante” que, em Cabo Verde, o Governo, principalmente o ministro da Administração Interna, abra canais negociais com a direcção do Sindicato Nacional da Polícia (Sinapol).

Isto no sentido de resolver um impasse que, na sua óptica, nunca será resolvido enquanto o seu presidente estiver afastado da atividade profissional na Polícia Nacional.

Armando Ferreira falava à imprensa, à margem da reunião da Organização Internacional da Polícia que aconteceu entre 31 de Janeiro e 01 de Fevereiro, na cidade da Praia.

De acordo com este representante da OIP, citado pela Inforpress, “o facto de que num país que exerce livremente e respeita a actividade sindical não pode usar instrumentos de punição disciplinar para reprimir a actividade sindical”.

Ainda, de acordo com a mesma fonte, a OIP solicitou, há cerca de um mês três reuniões com autoridades nacionais, uma com o Presidente da República e outras com o primeiro-ministro e com o director da Polícia Nacional, o facto é que “Até agora o único que se mostrou disponível para nos receber, de facto, foi o Presidente da República”, acrescentou Armando Ferreira, dando conta que dos outros não receberam “qualquer resposta oficial”.

“Aguardamos, a qualquer momento, que nos digam se estão disponíveis para receber uma delegação. Não é de Portugal, não é de Cabo Verde, mas sim dos países de Língua Portuguesa”, finalizou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.