Parlamento: Governo quer entregar às novas gerações um país melhor do que aquele que recebeu

30/01/2019 13:52 - Modificado em 30/01/2019 13:52

Na sessão parlamentar desta quarta-feira, o Governo de Cabo Verde escolheu o tema da “Empregabilidade, com especial incidência na Juventude”, para o debate deste mês.

No seu discurso de abertura da última sessão parlamentar deste mês de Janeiro, o Primeiro-Ministro diz que enquanto responsáveis políticos a “nossa ambição é entregar às novas gerações um país melhor do que nos foi entregue a nós”.

Por isso, assegura que o executivo tem trabalhado no presente com os olhos postos no futuro. “Os jovens representam grande oportunidade para Cabo Verde, como parte importante da força de trabalho, para aumentar a produtividade e acelerar o crescimento económico, como agentes da inovação e da mudança”, afirmou o governante.

Neste momento, conforme referiu o PM, o país encontra-se num momento de demográfica e por isso é preciso ter consciência do quão importante é intensificar e melhorar a coordenação das políticas públicas para que se possa melhor beneficiar da influência da demografia sobre o crescimento económico, especialmente até 2030.

Segundo o mesmo, de 2017 a esta parte houve um crescimento económico, algo ambicionado por este governo nesta legislatura e que deverá resultar na geração do emprego e sobretudo do emprego decente.

A taxa de desemprego jovem e de sub-emprego diminuíram. O emprego de jovens com formação superior aumentou de 12,1% em 2015 para 13,6% em 2017 e a taxa de crescimento de trabalhadores e de entidades patronais inscritos na segurança social tem aumentado

Afirma que o emprego criado pelo setor privado que era de 31,2% em 2013 passou para 40,4% em 2017.

Por isso, considera que 2019 será ainda melhor. “As medidas e os investimentos que estão em curso vão acelerar a melhoraria do ambiente de negócios e a redução dos custos de contexto, aumentar os rendimentos das famílias, reforçar a inclusão social e aumentar a atividade económica e as oportunidades de emprego nas ilhas”.

O primeiro ministro considera como maior desafio o desenvolvimento regional. E para isso, as ilhas merecem uma especial atenção assim como os concelhos com forte dependência da agricultura. “Estão previstos, para este ano, fortes investimentos na estratégia da água para a irrigação e pecuária, melhoria da produtividade e da qualidade da produção agrícola e pecuária, estruturas empresariais de distribuição de produtos para o mercado, formação e qualificação para a produção e gestão”.

O programa “Uma família, Um turista” criará incentivos especiais para o aumento do turismo rural, com um estatuto de utilidade turística próprio e forte envolvimento das câmaras municipais.O Programa de Requalificação Urbana e Acessibilidades irá investir cinco milhões de contos em 2019 com impacto na qualidade das cidades e das localidades, no emprego e na construção civil, incluindo os pequenos empreiteiros.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.