Brasil: Hipótese de encontrar pessoas vivas é “bem pequena”

28/01/2019 13:55 - Modificado em 28/01/2019 13:55
| Comentários fechados em Brasil: Hipótese de encontrar pessoas vivas é “bem pequena”

Balanço até ao momento é de 58 mortos e 305 desaparecidos. No terceiro dia de buscas, não foi encontrado nenhum sobrevivente.

Ahipótese de encontrar sobreviventes, depois da ruptura da barragem do Brumadinho, em Minas Gerais, é cada vez menor, diz a Folha de S. Paulo.

O jornal brasileiro recorda as difíceis condições de trabalho dos socorristas e o facto de as buscas terem sido suspensas este domingo, durante cerca de dez horas, depois de ser emitido outro alerta para o risco de rutura de uma outra barragem da zona.

Sublinhe-se que foram encontrados, até ao momento, 58 corpos, dos quais 19 foram identificados. Há ainda 305 desaparecidos e foram resgatadas 192 pessoas, desde sexta-feira, dia em que a barragem rompeu.

O tenente-coronel Eduardo Ângelo, comandante da operação do Corpo de Bombeiros, indicou no domingo que, dois dias depois do incidente, a hipótese de encontrar pessoas vivas é “bem pequena”, lembrando as dificuldades do resgate de pessoas em lama.

“À medida que vamos avançando na lama, vamos encontrando corpos. Por cada corpo que encontramos, fazemos o trabalho [de transporte] e regressamos”, afirmou.

Sublinhe-se que nenhum sobrevivente foi encontrado este domingo, no terceiro dia de buscas, por causa do alerta que suspendeu os trabalhos de resgate.

As buscas foram retomadas no domingo à noite, mas durante todo o dia de sábado e domingo, o tráfego dos helicópteros foi incessante, para tentar detetar qualquer sinal de vida entre os restos de edifícios ou veículos. A Proteção e Defesa Civil do Brasil concluiu, entretanto, que não existe risco de rutura de outra barragem em Minas Gerais.

Em Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.