Praia: Prisão preventiva por suspeitas de agressão sexual contra menor

24/01/2019 15:09 - Modificado em 24/01/2019 15:12

Um funcionário do Ministério das Finanças, na Praia, foi detido por suspeitas de agressão sexual, com penetração, contra uma menor. O suspeito de 42 anos é acusado de três crimes de agressão contra a menor com quem tem uma relação de parentesco.

De acordo com informações avançadas por um comunicado do Ministério Público, a ordem partiu da Procuradoria-Geral da República no âmbito de uma investigação que estava em curso.

O suspeito de 42 anos, segundo informações recolhidas por este Online, é acusado de três crimes de agressão contra a menor, cuja idade não é revelada, com quem tem uma “relação de parentesco”.

No mês passado o suspeito foi submetido ao primeiro interrogatório judicial tendo, na altura, lhe sido aplicado a medida de coação de termo de identidade e residência, interdição de saída do país e proibição de contactar a vítima.

O Ministério Público, face a novas provas, alterou as medidas de coação, e o arguido encontra-se agora em prisão preventiva. A investigação prossegue com o processo em segredo de justiça.

  1. Bruno Almeida

    Para quê tanto mistério com o nome e fotos dos criminosos ??? Vejam no https://santiagomagazine.cv/ a foto e nome do pedófilo chapadinho da silva kkk

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.