Autoridades cabo-verdianas apreendem 500 quilos de tubarão ameaçado de extinção

17/01/2019 16:45 - Modificado em 17/01/2019 16:45
| Comentários fechados em Autoridades cabo-verdianas apreendem 500 quilos de tubarão ameaçado de extinção

No passado dia 15 de Janeiro, numa operação conjunta da Unidade de Inspeção e Garantia de Qualidade (UIGQ) e a Polícia Marítima (PM), no cais de pesca da Praia, foi feita a apreensão de dois tubarões de grande porte, 500 quilos no total da espécie Albafar (Hexanchus griseus), capturados por uma embarcação sem registo e sem licença de pesca.

De acordo com o Ministério da Economia Marítima, os inspectores da UIGQ e os agentes da PM procederam à identificação do pescador e do dono da embarcação e a elaboração do auto de apreensão, seguindo-se a abertura do processo de contra-ordenação.

“Apesar de não ser uma espécie presente na lista de proibições esta apreensão é agravada por se ter detectado que os tubarões terão sido sujeitos ao corte das barbatanas (finning), prática proibida por lei”.

o Movimento Contra a Poluição de Cabo Verde (MCPCV) alertou que não se deve comer esta espécie marinha, devido à idade e à presença de metais pesados, sendo “facilmente identificável através de análises e é extremamente prejudicial à saúde”.

O MCPCV referiu na sua página oficial no Facebook que o tubarão Albafar é uma das criaturas mais misteriosas do oceano e que a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) o tem na lista das espécies quase ameaçadas de extinção.

O tubarão-albafar pode atingir 8 metros de comprimento, às vezes mergulha aos 2.000 metros de profundidade e é possível que possam viver até 80 anos de idade, prosseguiu o MCPCV, que pretende a mudança da lei, fazendo com que a captura deste tipo de tubarão seja ilegal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.