Líder de rede de pornografia infantil morto na prisão

7/01/2019 11:23 - Modificado em 7/01/2019 11:39

Christian Maire foi espancado até à morte por outros prisioneiros, em Detroit, nos Estados Unidos. Cumpria pena de 40 anos de prisão.

Olíder de uma rede de pornografia infantil foi espancado até à morte no estabelecimento prisional onde cumpria uma pena de 40 anos de prisão, em Detroit, na quarta-feira passada. Um outro membro do mesmo gangue ficou ferido.

Christian Maire, de 40 anos, tinha sido condenado em dezembro do ano passado depois de a polícia federal norte-americana (FBI) ter descoberto a sua identidade e de oito outros membros do gangue, indica o Detroit News.

O norte-americano era o cabecilha do ‘The Bored Group’, um grupo de nove homens que se faziam passar por adolescentes em páginas de relacionamentos para jovens e convenciam raparigas menores a tirar a roupa, masturbar-se e fazer outros atos de natureza sexual através das webcams.

O processo refere ainda que convenceram algumas menores a cortarem-se em frente à câmara.

Um dos três feridos resultantes do incidente é Michal Figura, de 36 anos, um especialista em informática que fazia parte do grupo e que também tinha sido condenado a décadas nas prisão. Os dois feridos são guardas prisionais.

O FBI está a investigar o incidente, que está catalogado como homicídio. O estabelecimento prisional está a funcionar com “operacionalidade limitada”, tendo as visitas sido suspensas temporariamente.

Por Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.