Padre que violou menores terá sido morto a mando do pai das vítimas

3/01/2019 01:09 - Modificado em 3/01/2019 01:09

Padre terá violado duas irmãs, em Itália. Uma delas acabou por cometer suicídio.

Oantigo padre Giuseppe Matarazzo, que foi condenado em 2008 a 11 anos de prisão na sequência da violação de duas irmãs menores, saiu em liberdade em julho de 2018 e foi morto a tiro cerca de um mês depois, na localidade de Frasso Telesino, região de Benevento, cidade próxima de Nápoles, no sul de Itália.

De acordo com a imprensa italiana, a investigação à morte do antigo sacerdote avançou significativamente em dezembro do ano que agora findou, com a detenção dos alegados autores materiais do crime.

Generoso Nasta, de 30 anos, e Giuseppe Massaro, de 55 anos, terão levado a cabo a execução, feita com cinco tiros, mas está ainda por provar quem foi que encomendou o homicídio.

No entanto, diz o La Stampa, o Ministério Público italiano avançou com a forte suspeita de que o crime foi encomendado por alguém “do seio familiar” das vítimas. Entre a curta lista de suspeitos, estará o pai das meninas, podendo estar envolvidos mais suspeitos.

O caso, sublinhe-se, causou muita consternação naquela região italiana, em 2008, porque uma das vítimas acabou por se suicidar, com apenas 15 anos de idade.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.