Eleições na Adeco: António Pedro Silva não concorre

26/12/2018 16:59 - Modificado em 26/12/2018 16:59
| Comentários fechados em Eleições na Adeco: António Pedro Silva não concorre

O presidente cessante da Associação de Consumidores de Cabo Verde (Adeco), António Pedro Silva, não se recandidata à próxima eleição dos órgãos sociais desta associação.  Eleições que se realizam nesta quinta-feira, 27 de Dezembro.

Depois de 11 anos à frente da Adeco, António Pedro Silva, por opção pessoal decidiu “não candidatar-se a nenhum dos cargos e que considerou haver uma renovação considerável dos corpos directivos da Adeco”.

O presidente cessante, afirmou à Agência de Notícias Cabo-verdiana que sai agora da Adeco com uma das “maiores decepções depois de ver a fraca adesão dos quadros Cabo-verdianos”.

“A Adeco serve a todos e todos tiram benefício dela, mas mais de 90% dos quadros Cabo-verdianos não querem dar o seu contributo. Uma mostra da pobreza cívica, intelectual e de cidadania que existe em Cabo Verde e para com esta instituição que defende o interesse de todos, uma vez que todos são consumidores” critica.

No entanto, António Pedro Silva esclarece que sente-se recompensado por deixar uma instituição de renome internacional e que se posiciona como uma das melhores dos países lusófonos e que até tem substituído o Estado na defesa dos consumidores.

“Mas, tenho que reconhecer que a abertura do actual governo é de longe melhor que a do anterior, em que a Adeco às vezes teve que gastar energia desnecessária a demover o próprio Estado” defendeu, embora admita ser sempre possível fazer mais.

No que tange ao apoio das autarquias, o presidente cessante assegura que somente a do Sal tem cumprido minimamente com a sua obrigação. As outras autarquias não têm cumprido a lei para apoiar no funcionamento da associação, nem mesmo na criação dos órgãos como o Conselho Municipal do Consumidor e do Centro de Informação do Consumidor, avançado que a autarquia do Maio é a única que tem em funcionamento o Conselho Municipal do Consumidor.

A mesma fonte afirma que, como cidadão, irá continuar a apoiar a associação e os novos dirigentes que serão eleitos nesta quinta-feira, 27. A reunião da assembleia está marcada para as 18:30, na Universidade do Mindelo.

A Associação dos Consumidores de Cabo Verde, conta neste momento com 3000 mil sócios inscritos, dos quais somente dois mil, segundo António Pedro Silva, teem as cotas em dia. Aliás esta é uma das razões apontados para não se recandidatar ao cargo que vem ocupando há mais de uma década. “O Cabo-verdiano está cultural e socialmente muito atraso no exercício da sua cidadania” conclui. Nestas eleições serão eleitos os membros do Conselho Directivo, do Conselho Fiscal e também da Mesa da Assembleia, sendo estas encabeçadas, segundo António Pedro Silva, respectivamente, por Marco António da Luz, Hernâni Soares e Eneida Lopes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.