Solera Djidjula vira viral e alcança mais de um milhão de visualizações no YOUTUBE

27/11/2018 23:55 - Modificado em 27/11/2018 23:55

Por onde se passa ¨Des pom k’beringela, Solera Djidjula, arram arram, I love you ¨, é o coro mais declamado pelos caboverdianos, principalmente pela camada juvenil em todo o país e na diáspora dentro e fora das redes socias. Este que é o novo hit que garante agitar as pistas de danças.

Só para se ter uma ideia, Solera Djidjula foi lançado no dia 20 de Novembro e já conta com quase  1 milhão  visualizações no YouTube. O vídeo tem servido de inspiração para vários posts engraçados nas redes sociais, gerador de tanta polémica á volta da qualidade da música atual, que todos quiseram ver para crer.

Uns criticam a má qualidade da obra no seu todo, enquanto outros se deliciam com a particularidade humorística da letra da música que já se tornou viral, superando o ¨Bloku, bloku¨. Segundo alguns internautas, nenhuma música em Cabo Verde conseguiu alcançar tal façanha em tão pouco tempo. Para se ter uma noção, em cada dez post no facebock crioulo  sete  são piadas criativas á volta da musica .

Cada um tem o livre árbitro de fazer a sua própria interpretação da mensagem. Contudo, segundo um dos autores do hit com quem o NN conversou, Marcos Megão, o objetivo foi dar uma nova versão da música Nhonton esquederod, em que nesta contorção moderna, ele adquiriu tal imobilidade física depois de ter ¨solerod¨ nos passos de dança em paródias com rapariguinhas novas. ¨Quisemos apostar na criatividade. Em algo diferente e memorável. Mesmo que a música seja alvo de várias interpretações negativas, conseguimos alcançar o nosso objetivo que era de captar a atenção do público e conquistar o nosso lugar no mercado.

Agradando ou não ao paladar musical, o facto é que a repercussão do Solera Didjula, da autoria de Aureliano Fortes e Marco Megão, ambos residentes em Porto Novo, Santo Antão, está sendo tão avassaladora que houve até sugestões por parte de alguns internautas de criar um evento intitulado, I love pom k’bringela.

  1. Fiat Lux

    Que seria do verde se todos gostassem do azul. O contraste é necessário. O belo precisa do feio para se destacar. Que venham mais músicas deste tipo para alegrar a malta. O povo gosta… Ê solerá djidjula devagar pa ka straga. Pode-se dizer que o trabalho não presta em termos musicais, de coreografia, de vídeo, etc, mas para quê? Nos concursos de Todo Mundo Canta, aprecio muito mais as primeira sessões que mostram muita gente que acha que sabe cantar e não sabe. Quando uma pessoa quer qualidade sabe onde procurar. A ausência de qualidade também é bom, pois diverte e depois, “quel moda de fazê cosa de tut moda bem na moda diazá”. Li kê terra. Tá tranquilo, tá favorável…

  2. Fake News

    1 Milhão?? Fake News!! Onde bzt prende faze conta??

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.