CECV paga 5 mil contos em acordo extrajudicial aos herdeiros do lesado Manuel Duarte

7/11/2018 15:51 - Modificado em 7/11/2018 15:51
| Comentários fechados em CECV paga 5 mil contos em acordo extrajudicial aos herdeiros do lesado Manuel Duarte

Esta quarta-feira, antes das alegações finais, os advogados representantes da Caixa Económica de Cabo Verde, CECV, e o representante dos herdeiros de um dos lesados, Manuel Duarte, alegadamente lesado pelo arguido Herberto Rodrigues “Bety”, que responde no tribunal no processo-crime de lavagem de capitais, abuso de confiança, firmaram um acordo de indemnização cível, extra-judicial no montante de cinco milhões de escudos.

De acordo com os representantes da CECV, as partes acordaram deduzir cerca de um milhão de escudos, arbitrado ao titular Manuel Duarte, ainda em vida e fixar uma indemnização a pagar pela Caixa Económica no valor de cinco milhões de escudos.

Fica de fora do acordo, como fez questão de realçar o representante dos herdeiros do lesado, as despesas de alojamento, transportes, e alimentação do “mandatário dos herdeiros, cujo total ronda os 668 mil escudos” e requereu a negociação extra judicial com a caixa, como “pessoa de bem”.

A decisão foi anunciada ainda esta manha, antes do intervalo para as alegações finais que ficaram adiadas para esta tarde.

De recordar que depois de ouvidas todas as testemunhas do processo, o tribunal requereu a instituição bancária, uma inspecção aos registos e históricos da actividade desenvolvida pelo arguido no sistema da banca”

O julgamento de Herberto Rodrigues, ex-subgerente CECV, agência do Mindelo começou no dia 17 de Outubro.

É Acusado dos crimes de falsificação de documentos, lavagem de capitais, burla continuada e o desvio de milhares de contos e nega todas a acusações que recaem sobre si

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.