Odailson Bandeira espera sanções: “O PAICV tornou-se num partido intolerante“

1/11/2018 23:27 - Modificado em 1/11/2018 23:27

Odailson Bandeira, o eleito do PAICV pelo círculo de Santo Antão e que votou a favor da regionalização, afirmou na quinta-feira, estar a espera das “sanções mais drásticas e radicais possíveis dentro do partido e que vão desde a suspensão até a expulsão”. Mas defende que  o seu  partido precisa de uma nova liderança.

A Comissão Política Nacional do PAICV, reuniu-se na quarta-feira, 31, de Outubro na cidade da Praia, onde condenou e repudiou a atitude dos deputados (que também são militantes do PAICV) que viabilizaram a proposta do Governo e do MPD para a Regionalização, levada a cabo a 26 de Outubro. O deputado eleito pelo círculo de Santo Antão, Odailson Bandeira, em declarações ao NN, afirma que votou a favor regionalização porque quer o melhor para Cabo Verde, acreditando que se for implementada de forma “séria e criteriosa pode ser um caminho para diminuir as desigualdades territoriais e assegurar um desenvolvimento integrado e sustentado das ilhas de Cabo Verde.” O deputado vinca que as ilhas de Santo Antão, São Vicente, São Nicolau, Sal, Boavista, Maio, Fogo, Brava e Santiago Norte, precisam da regionalização, e da descentralização de poderes e da distribuição de recursos de forma mais equilibrada.

Depois de muitas contestações recebidas nos últimos dias por parte dos militantes e simpatizantes do partido, o deputado acredita que o PAICV, “ está-se tornando num partido intolerante, principalmente para com as pessoas que têm pensamento próprio.”. mas afirma  que  “Contudo, estou tranquilo e de consciência limpa, aguardando as sanções. O que me entristece mesmo é ver os dirigentes do partido irem por este caminho tenebroso. Instigando a violência verbal entre militantes, desinformando as pessoas, na tentativa de assassinar a credibilidade pessoal e política das pessoas, dividindo e subtraindo, em vez de congregar, adicionar e multiplicar. Estou convicto de que dias melhores virão para o PAICV, porque a democracia e o país precisa deste grande partido”.

De acordo com Bandeira, o partido não está saudável, desde 2011 altura em que se fez as eleições presidenciais. Começando a agravar após as disputas internas em 2014, para eleição do Presidente do partido, o que fez com que as estruturas do partido fossem preenchidas apenas por pessoas de alta confiança da presidente, fazendo com que a direcção do partido e da bancada do grupo parlamentar fossem as mesmas. Bandeira vai mais longe e declara que o partido precisa se abrir e libertar-se do colete de forças que impede o diálogo e as vozes contraditórias em algumas matérias de capital importância para o país, e que sempre enriquece o debate.

“Mudanças são precisas e só os militantes que realmente querem o bem do nosso partido podem salvar este grandioso partido. De 2014 para cá não houve melhorias no nosso partido e eu penso que esta liderança já não tem nada mais de bom a acrescentar ao nosso partido. Basta analisarmos com alguma profundidade as últimas sondagens para chegarmos nesta conclusão” acrescenta.

Em 2020 o partido tem agendado as eleições internas e o deputado espera que os militantes possam escolher democraticamente a sua melhor opção para liderar o partido. Bandeira assegura que se a actual direcção for novamente escolhida será aceite e respeitada. “Na minha modéstia opinião, o PAICV precisa de um balão de oxigénio, urgente” adianta.

O deputado confidencia que neste momento não tem nenhuma preferência para a liderança do partido, acreditando que no momento certo aparecerá alguém com carisma, competente e dialogante e que será também um grande líder à imagem do seu grande partido. “Felizmente o PAICV é um grande partido. Com um capital humano riquíssimo. No futuro voltaremos a ter um partido forte, coeso e ganhador. Tenho fé” conclui o deputado do Partido Africano para Independência de Cabo Verde.

  1. jose nicolau

    Um deputado desses não merece o respeito nem consideração de quem quer que seja! Quem de bom censo vai acreditar neste homem e dos seus comparsas, que trai o seu próprio partido desrespeita os estatutos e ainda quer vitimizar para poder tirar dividendos! O PAICV tem uma oportunidade de ouro de livrar desses crapelas que so querem impor a td custo o que não conseguem impor nas urnas. Apelo a Direção do Partido que tome medidas drásticas com esses traidores, alias medidas que se deveria ter sido tomado desde 2011 pela altura das eleições presidenciais, quando o mentor de todo essa desordem que vem acontecendo no partido ousou desafiar td e todos e acabou por ficar impune.Força JANIRA

  2. Temóteo V. Tavares

    O PAICV nunca foi, não é, e talvez nunca venha a ser um Partido democrático. O seu ADN (a do PAIGC) caracteriza-o como um Partido autoritário, centralista e anti-democrático. Basta conhecer bem a sua história e a postura dos seus dirigentes.

    Portanto, não surpreende ninguém a sua reacção face à decisão dos militantes que votaram a favor da proposta de regionalização do Governo do MPD. Proposta que, diga-se de passagem, não é esencialmente diferente daquela que o próprio PAICV vem defendendo a contra-gosto. Digo a contra-gosto porque o PAICV é um Partido centralista (ja deu provas disso), ele é contra a regionalização, seja qual for o modelo de reginalização. Mas porque lhe parece que pode ficar mal nas próximas eleições dizer frontalmente que é contra a regionalizaçao, estriba-se na ideia da reforma do Estado e em outros quejandos para dar a entender que é a favor da regionalização, mas não da forma como o MPD vem conduzindo o processo. E fica numa situação ridícula e de total incoerência consigo mesmo quando se abstem porque não é contra e, entretanto, condena militantes seus que votaram a favor, viabilizando a proposta do MPD.

  3. Januario Fernandes

    … não tive que entregar o cartão do “meu PARTIDO , o PAIGC/CV”,! tive, sim, “tchapa”, “sumbia”, panfletos e outros materiais de propaganda que o “Ilustre” dr. CORSINO FORTES mandou distribuir pelas terras angolanas, após o 25.ABR.74 ! Eu e alguns patricios residentes em Sá da Bandeira/HUILA fomos contactados para criar um Nucleo o PAIGC ! e aconteceu ! e, com muitos orgulho e determinação, fizemos publicidade do PAIGC/MPLA (a verdade, ao tempo), e comemoramos, solenemente, a Independência de Cabo Verde, na noite de 04.Julho.75, no CASINO de Senhora do Monte! Regressei a CVERDE a 03.Ago.75. 13 anos depois,o que encontrei em relacão ao CVerde que deixei em 1962,, foi miséria ! O “militante!Deputado sr.. ODAIR tem as suas razões, que a razão desconhece !!! EU, como não tinha CARTÃO para entregar, mandei uma carta ao meu patrão, em 1987, para cessar o desconto de quotas para o PAICV ! e desvinculei, definitivamente,, das listas dos “ilegíveis” do Partido, para as “Mordomias” ! regressei à minha actividade profissional em 1987, e apanhei “MAU” em 1991, porque não assinei a “LISTA DOS 600”! Não tive oportunidade de conhecer o Mundo Iluminado que fez surgir muito LIDERES Africanos ! graças a Deus, meus pais foram cristãos!catolicos, fui catequisado, fui católico e aprendi a ser CRISTÃO, sobretudo quando, aos 24 anos, moribundo, nas matas de CHAFINDA/Angola, implorei a ELE , meu irmão JC, que não queria ser, igualmente, sacrificado como ELE !

  4. silvestre santos

    Sr.Deputado, queria erguer-te uma bandeira ainda maior do que a tua própria bandeira(nome).Não tenho partido político, embora exercer sempre a minha cidadania.O PAICV hoje é um partido com uma liderança feita à base de um grupinho (J,N,C,W…) basta ver as aparições públicas da Presidente, onde esticam o pescoço até não poderem mais para serem vistos na Praia,Fogo,Brava,Boa Vista….Estes com toda certeza farão parte dos teus algozes.Ka bu dexa ninguem marra bu pé, bu mom e nem manda na bu konsciencia.

  5. Julio Goto

    …representar o eleitorado nao e representar o TABU da Janira,Veiga ou Joao Batista do PAICV ou da Rep. De SAO Tiago.
    Representar Paul ,Janela,Porto Novo ,Tcham de de Morte e o dever do deputado eleito.
    O Bandeira e a Filomena merecem o meu apoio Total e espero que elles continuem a defender Santo Antao e SAO Vicente para o bem de Cabo Verde

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.