Alveno Soares ex-bolseiro YALI incita jovens a candidatarem-se ao programa

21/09/2018 00:22 - Modificado em 21/09/2018 00:22
| Comentários fechados em Alveno Soares ex-bolseiro YALI incita jovens a candidatarem-se ao programa

A Bolsa de estudos Mandela Washington 2018 para jovens líderes africanos YALI, iniciada em 2014, é o principal programa de iniciativa para jovens líderes africanos, que os capacita através de cursos académicos, treinamento de liderança e trabalho em rede.

Alveno Soares, activista social e ex-bolsista do referido Programa, em conjunto com mais dois ex-bolsistas, Bruno Azevedo (coordenador do programa na Embaixada) e Edson Moreia acreditam que com uma maior divulgação do programa a nível nacional, mais jovens terão conhecimento e poderão participar.

O lançamento de programa que vai já na sua terceira edição  Mindelo decorreu quinta-feira, 20 de Setembro, no Centro Cultural do Mindelo e esta sexta-feira será a vez da ilha de São Nicolau receber o evento. Segundo Alveno Soares(o primeiro “fora da capital” a ser selecionado) e que desde de 2016 tem coordenado esta acção em conjunto com alguns ex-bolseiros, um dos desafios propostos ao departamento de Estado norte-americano através da Embaixada da Praia, é que depois do regresso a casa e para que este programa possa ter maior divulgação seria a de dar a conhecer a existência desta bolsa de estudos, que anualmente é disponibilizado gratuitamente – sem discriminação da raça, cor de pele, sexo ou pessoas com deficiência – a jovens entre os 25 e 35 anos e em casos especiais de 21 a 24 anos.

Ademais, incita os jovens a participar, informando que o processo de inscrição às  candidaturas decorre até 10 de Outubro. “No ano passado houve uma redução do número de bolsas, de 1.000 para 700, o que significa que Cabo Verde sofreu uma redução de oito para seis vagas. Assim sendo, torna-se mais competitivo. Dessas seis bolsas a atribuir, três são masculinos e três femininos. De 2010 até 2017 foram seleccionados 26 bolseiros.

“Temos tido a percepção que para um programa que não tinha nenhuma divulgação, hoje tem mais informações e actualmente temos tido ganhos, temos que continuar a insistir. O objectivo é ter mais jovens a participar”.

A Iniciativa dos Jovens Líderes Africanos pertence ao Departamento de Estado dos Estados Unidos. Teve o seu início em 2010 pela mão do então presidente Barack Obama.

O Mandela Washington Fellowship é o principal programa da YALI, trazendo líderes africanos cívicos, empresariais e comunitários para cursos académicos, treinamento de liderança e trabalho em rede em faculdades e universidades dos EUA, com apoio para o desenvolvimento profissional depois de regressarem aos respectivos países.

Os bolsistas, com idades entre 25 e 35 anos, estabeleceram registos de realizações na promoção de inovação e impacto positivo em suas organizações, instituições, comunidades e países.

Em 2018, os Fellows representaram um grupo diversificado de líderes de 48 países da África Subsaariana. Vinte e cinco bolsistas foram identificados como portadores de deficiência e 51% dos bolsistas eram mulheres.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.