Naturalização de Jovane Cabral : sai mais um português à pressão

18/09/2018 14:29 - Modificado em 18/09/2018 14:29

De acordo com o jornal desportivo português “O Jogo”, o processo de naturalização de Jovane Cabral, extremo cabo-verdiano que está a ser destaque na equipa do Sporting, deverá estar concluído até ao final da semana. E, assim, saiu mais uma português à pressão, para a mesa do canto.

O jovem que é natural de Santa Catarina, em Cabo Verde, jogou no Desportivo de Nhagar e foi contratado pelo Sporting de Portugal depois de ser o melhor marcador nos Jogos da CPLP em 2014, realizados em Angola.

O jogador de 20 anos, que já jogou dois particulares pela selecção de Cabo Verde, rejeitou a última chamada do seleccionador Rui Águas, de forma a poder eventualmente representar a selecção portuguesa.

  1. Maria José

    Estamos habituados.
    Todo mundo preocupado com o SOFA. Com a Naturalizacao de Jeovane. Mas ninguem se preocupa com aquilo que mexe com a soberania nacional e de todos os cidaddaos. Com a seguranca dos proprios cidadaos e da proteccao da sua identidade.
    Veja só:
    Atualmente, mais de 3.000 cidadãos têm o seu CNI que é emitido em nove conservatórias: Santo Antão (Paul, Porto Novo e Ponta do Sol), São Vicente, Brava, Fogo (São Filipe, Santa Catarina e Mosteiros) e Santiago (Arquivo Nacional de Identificação Civil e Criminal, Assomada).

    Segundo a ministra da Justiça e Trabalho, existem também na diáspora oito representantes diplomáticos com capacidade para o CNI.

    Este cartão, que é produzido em Portugal, custa 1.395$00. Com urgência, o seu valor é de 1.795$00.

    Meu Comentário: Isto é uma vergonha nacional. Aliás é uma questao de soberania Nacional. Colocar todos os dados os dados dos cidadaos caboverdinanos nas maos da antiga potencia. Perdemos uma oportunidade impar para reafirmar a nossa soberania.
    Caboverdianamente me subscrevo.
    Maria José.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.