MPD acusa PAICV de antipatriótico, de falsidade e de falsa e irresponsável sobre  sobre contas do Estado de 2019 -C/ Vídeo

24/01/2023 19:11 - Modificado em 24/01/2023 19:11

O secretário-geral do Movimento para a Democracia, disse hoje em São Vicente, que o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) decidiu “assumir a posição de antipatriótico”, quando Cabo Verde provavelmente conhece o momento mais alto de projecção internacional da sua história e que, “mais uma vez, tenta manchar o nosso nome aos olhos do Mundo”.

Luis Carlos Silva classificou de “falso e irresponsável” a denúncia do PAICV (oposição) sobre o parecer do Tribunal de Contas de 2019, em que fala de “ilegalidades”, contudo diz, a mesma fonte, o maior partido da oposição, “é incapaz de apontar um único caso”.

Na segunda-feira, 23, o PAICV denunciou  que o parecer do Tribunal de Contas (TC) apontou “erros, irregularidades e discrepâncias” na gestão dos recursos públicos referente ao ano de 2019.

Segundo o conselheiro nacional do PAICV, António Fernandes, que falava em conferência de imprensa, o TC indica que existe violação de várias disposições da Lei de Enquadramento Orçamental (LEO), nomeadamente os princípios da unidade e universalidade e evidencia um conjunto de outras irregularidades, como a cobrança de receitas e realização de despesas fora do perímetro orçamental.

EC 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.