“O G da Questão” – livro sobre o universo feminino, será lançado esta sexta-feira na Praia

23/01/2023 16:12 - Modificado em 23/01/2023 16:12

Em colaboração com a Rádio Morabeza, no Mindelo, as autoras Celeste Fortes e Lourdes Fortes lançam na próxima sexta-feira, 27, no auditório da Biblioteca Nacional, situada na cidade da Praia, a mais recente obra “O G da Questão”. Este livro reúne conversas sobre temas do universo feminino, transmitidas durante a primeira temporada do programa com o mesmo nome, produzido pela Rádio Morabeza.

Em nota remetida ao Notícias do Norte, as autoras explicam que o livro “O G da Questão” é, nada mais nada menos, um aglomerado de assuntos do universo feminino em Cabo Verde, “sobretudo no que toca à sexualidade, ao corpo e suas transformações, ao amor, à maternidade, e outras dimensões da identidade feminina”.

A maternidade foi a origem do surgimento do programa. Movidas por um `’turbilhão de sentimentos” quando se deparam, pela primeira vez, o que é ser mãe, eis que surge este espaço radiofónico para dar voz a aqueles que desejam passar as experiências deste universo.   As questões sobre ser mãe  e do universo feminino, deram corpo ao programa que permitiu a troca de ideias.

As duas autoras, a Celeste, antropóloga, feminista, com percurso académico e de ativismo social e cultural para a promoção da igualdade e equidade de género, e a Lourdes, jornalista, empenhada em causas sociais e comunitárias têm vindo, desde fevereiro de 2022, a dar voz as questões mais pertinentes do mundo feminino.

“Pela pluralidade das suas trajetórias pessoais e profissionais, ajudam a fazer d’O G da Questão um programa que cumpre com a necessária e urgente estratégia de diálogo entre o conhecimento produzido na academia e a sua tradução para uma audiência vasta e variada”, refere a nota.

Semanalmente, ou seja, todas as terças-feiras, as apresentadoras recebem convidadas das mais variadas origens e com os mais diversos percursos, desde investigadoras, especialistas e/ou com experiências diretas no tema sobre o qual aceitam dialogar.

“Dizemos que não há tema que não possa ser abordado e discutido. O nosso desejo é dar voz a assuntos tantas vezes tabu, para que possam entrar na normalidade das nossas sociabilidades”, lê-se no documento.

Como forma de ir mais além, eis que surge a ideia de editar um livro que pudesse trazer o essencial dos programas ouvidos na Rádio Morabeza ou na internet.

O livro encontra-se dividido em três partes, tendo como critério a palavra-chave que orientou os diferentes episódios. A primeira parte fala dos “corpos femininos, enquanto tela de inscrição das expectativas e pressões culturais”, a segunda é a  “Sexualidade” nas suas múltiplas dimensões, e por fim o universo da “Maternidade”, explorando-o para lá do óbvio.

Conforme as autoras a rápida materialização deste projeto foi graças a abertura e suporte da direção e administração da rádio e o apoio concedido pelo Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), pelo Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) e pelo Centro de Investigação e Formação em Género e Família (CIGEF) da Uni-CV.

AC – Estagiária

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.