UCID aponta anomalias na PJ de São Vicente e “falta de respeito” da PN que recusou receber o partido

9/01/2023 15:39 - Modificado em 9/01/2023 15:39
| Comentários fechados em UCID aponta anomalias na PJ de São Vicente e “falta de respeito” da PN que recusou receber o partido

Durante vários dias, a União Cabo-verdiana Independente e Democrática, UCID, visitou várias instituições na ilha de São Vicente, nas quais, segundo o líder do partido foram constatados, que a delegação da Polícia Judiciária padece de vários problemas internos, que segundo afirmou o presidente do partido, “impedem o alcance dos resultados que se esperam no combate à criminalidade”. A recusa da Polícia Nacional em receber o partido foi para João Santos Luís uma “falta de respeito”.

Em jeito de balanço das visitas de círculo dos deputados da UCID em São Vicente, João Santos Luís afirmou que os problemas da PJ estão assentes no défice de recursos humanos, materiais, financeiros e Tecnológicos (equipamentos táticos, plasmas, cadeiras, etc.) adequados.

Os atrasos nos trabalhos e processos de pequenas aquisições, segundo o partido, resulta da “inexistência de um fundo de maneio para funcionamento”, o que ao seu ver condiciona a investigação criminal, agravada pela burocracia, que disse estar ainda patente à Administração Pública.

Uma das constatações, indicou, é o número reduzido de Inspetores para dar cobertura aos trabalhos de prevenção e reação ao combate à criminalidade realizado nas ilhas de São Vicente, Santo Antão e São Nicolau em condições apropriadas e de segurança.

Por isso, os democratas-cristãos acreditam que no ano de 2023 será necessário equacionar alguns desafios e preocupações internos, desde o combate ao tráfico interno, disponibilidade para ações de prevenção, modernização administrativa, construção da sede e desconcentração de verbas.

Além disso, sublinhou a preocupação relativamente às festas de romarias que precisam de alguma regulamentação, devido ao envolvimento de bombeiros municipais e autoridades policiais quando são chamados no decorrer das festividades para qualquer eventualidade.
Indisponibilidade Polícia Nacional em receber o partido.

A UCID disse interpretar esta atitude como uma “falta de respeito” para com os deputados nacionais, após o partido ter insistido com a Polícia Nacional em os receber e colocá-los a par da situação que a ilha se encontra neste momento.

“Tivemos disponibilidade na quinta-feira e sexta-feira da semana passada e hoje segunda-feira, mas infelizmente em nenhum desses três dias a PN se mostrou disponível”, disse João Santos Luís.

“Alegam que tinham encontros internos nesses dias e que não havia disponibilidade para receber os deputados nacionais”, afirmou o líder da UCID que discorda com a atitude da PN, justificando que “é uma obrigação as instituições receberem os deputados nacionais para saberem o que se passa e os dados para falarem com propriedade e não falarem a toa”.
Para a UCID, esta situação foi “muito caricato”.

Além da PJ, os deputados visitaram a ONG Associação Amigos da Natureza, Alfândega do Mindelo e a Câmara de Comércio de Barlavento.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.