CMSV promete “o melhor e um bom cartaz” para o desfecho deste ano na Rua de Lisboa

18/12/2022 22:39 - Modificado em 18/12/2022 22:39
| Comentários fechados em CMSV promete “o melhor e um bom cartaz” para o desfecho deste ano na Rua de Lisboa

Após uma interrupção de dois anos, a festa do réveillon na Rua de Lisboa, no centro da cidade do Mindelo vai voltar e com o habitual fogo-de-artifício, e com isso a Câmara Municipal de São Vicente (CMSV) prometeu um “bom cartaz” com artistas nacionais e internacionais, entre os quais Djodji, para se fechar o ano de 2022 e iniciar 2023 em grande.  

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente confirmou em conferência de imprensa as informações que dão conta da retoma do réveillon no centro da cidade. Uma retoma que mesmo com todas as dificuldades, Augusto Neves afirmou que a CMSV tem conseguido arranjar apoios.

 “Nós apresentaremos o melhor e um bom cartaz para São Vicente, porque nós criamos isso e vamos ter que aguentar isso com força, pois a população sanvicentina merece esta e outras iniciativas realizadas pela CMSV”, anunciou.

Sem avançar nomes, Neves afirmou que neste momento a autarquia está em fase de negociações com artistas, tanto nacionais como internacionais. “Vai haver, pelo menos, dois grupos internacionais que são cabo-verdianos, mas que não vivem cá, e também temos os mais importantes que são os nossos nacionais”, disse.

A esta atividade se junta as habituais músicas de São Silvestre que estarão no repertório, logo após o lançamento dos fogos-de-artifício. O autarca assegura que vai haver muita movimentação na cidade, quando se juntar ao réveillon na rua de Lisboa, outros eventos privados.

Questionado sobre o orçamento para o evento, Neves respondeu que não se preocupa com esta parte, mas sabe que o grupo que está a frente tudo faz para reduzir o orçamento em diálogo com as organizações. “O orçamento é ameno e que de certeza a CMSV conseguirá os apoios necessários para resolver isso”, acrescentou.

No orçamento, segundo avançou, o mais difícil são as passagens. Já os cachês não são preocupação, quando se pode negociar.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.