Operação Alcatraz: Tribunal decreta 12 anos de prisão para suspeitos de tráfico internacional de droga

9/12/2022 12:10 - Modificado em 9/12/2022 12:10
| Comentários fechados em Operação Alcatraz: Tribunal decreta 12 anos de prisão para suspeitos de tráfico internacional de droga

Tribunal decretou 12 anos de prisão para os sete indivíduos estrangeiros detidos na operação em que foram apreendidas mais de 5,6 toneladas de cocaína, em alto mar, a 01 de Abril último, disse uma fonte judicial.

Os mesmos, cujo julgamento terminou em Novembro passado, encontravam-se em prisão preventiva, na cadeia central da Praia, desde que foram detidos, e conheceram no início da manhã de hoje o veredito do juiz, que vai na linha daquilo que havia pedido o Ministério Público: 12 anos de prisão.

A detenção destes sete indivíduos foi avançada à imprensa em Abril último pelo então director da Polícia Judiciária, completando ainda que a operação contou com a “relevante colaboração” da Polícia Federal do Brasil, da Drug Enforcement Administration, da Marinha dos EUA e da National Crime Agency, do Reino Unido.

A detenção e apreensão da embarcação de pesca oriunda do Brasil, segundo afirmou Ricardo Gonçalves, a 01 de Abril, após uma abordagem em alto mar por suspeita de tráfico internacional de estupefacientes.

“Sob a jurisdição de Cabo Verde, as autoridades policiais dos EUA e de Cabo Verde embarcaram e inspeccionaram a embarcação, tendo apreendido 5.668 kg de cocaína”, disse.

Devido ao facto de a detenção em flagrante delito ter sido ordenada a bordo de um navio em alto mar, localizado a 503MN (Milhas Náuticas) Nordeste de Cabo Verde, a embarcação demorou cinco dias de navegação até chegar ao porto da Praia, o mais próximo do local de abordagem.

Os sete indivíduos, são todos do sexo masculino, sendo cinco de nacionalidade brasileira e dois de nacionalidade montenegrina, com idades compreendidas entre 32 e 66 anos.

Esta é a segunda maior apreensão de droga feita em Cabo Verde, a maior aconteceu em Janeiro de 2019 quando 12 cidadãos de nacionalidade russa foram detidos a bordo de um navio no Porto da Praia com 9.570 quilogramas de cocaína em “elevado grau de pureza”, incineradas pelas autoridades dias depois.

Inforpress/Fim

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.