Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas inicia visita às três regiões militares do país

23/11/2022 17:19 - Modificado em 23/11/2022 17:19

Uma das linhas da liderança do novo Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas é “Cuidar das pessoas para que elas possam gerar resultados”. O Contra-Almirante António Duarte Monteiro inicia hoje, quarta-feira, um programa de visitas às três regiões militares para socializar os contornos com os comandos das diretivas estratégicas para o seu mandato.

Em nota, o Chefe do Estado-Maior irá realizar a sua primeira visita oficial aos Comandos e Serviços das Forças Armadas e, na sequência, fazer a apresentação da Diretiva Estratégica para a sua Comissão, que deverá nortear o trabalho na instituição castrense nos próximos três anos.

O Contra-Almirante quer ainda umas forças Armadas “funcionais, hierarquicamente organizadas e versáteis”. António Monteiro socializa as diretivas estratégicas com os comandos, depois de conhecer as necessidades da instituição castrense, uma delas continua a ser a operacionalidade das unidades navais da Guarda Costeira.

Na ilha de Santiago serão realizadas visitas ao Edifício do Estado-Maior das Forças Armadas, aos Quartéis do Eugénio Lima e Jaime Mota, a sede da Fundação Social, ao Comando da Esquadrilha Aérea, ao Centro de Operações e Segurança Marítima – COSMAR, ao Comando da Terceira Região Militar, bem como a todos os destacamentos militares na Praia e no interior.

Na ilha de São Vicente serão realizadas visitas ao Comando da Guarda Costeira e suas dependências (Comando da Esquadrilha Naval, JRCC e as Unidades Navais no cais do Porto Grande), ao Comando da Primeira Região Militar, ao Centro de Instrução Militar do Morro Branco e ao destacamento de Monte Verde.

O novo Chefe de Estado das Forças Armadas reitera esperanças na lei da promoção militar que no entender de António Duarte Monteiro  é fundamental para preservar os ganhos e resolver os problemas com que as forças armadas se confrontam.

António Duarte Monteiro  foi investido no cargo de Chefe de Estado Maior das Forças Armadas a cerca de quatro meses.

AC

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.