Presidente do GD Amarante: “Se um jogador recebe um salário fixo ele é profissional” (C/Vídeo)

20/11/2022 23:32 - Modificado em 21/11/2022 00:50

Dando continuidade a divulgação da entrevista com o Presidente do Grémio Desportivo Amarante, Nuno Leite, em que foram abordados vários assuntos, desta vez, o Notícias do Norte trás o ponto de vista da direcção sobre uma temática bastante discutida. O pagamento de salários dos jogadores de futebol.

Com um patrimônio significativo na ilha, Nuno Leite  garante que todos os recursos financeiros do Grêmio vem diretamente da gestão e exploração desse patrimônio. O que não quer dizer que o Amarante tem uma folha de salários fixos para com os jogadores.

Para Nuno Leite  esta é uma questão fundamental que deve ser clarificada. Vejamos, na óptica deste dirigente é preciso clarificar que tipo de futebol temos no país. “Se é amador, semi-profissional ou profissional, isso porque conforme Leite, quem recebe uma retribuição mensal para jogar numa equipa, e se é a sua única fonte de rendimento e se está a par ou acima do salário mínimo, pode-se falar que o jogador é um profissional, que ganha por um serviço prestado”, sustentou.

EC

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.