São Vicente: Trabalhadores do IMar iniciam greve de 48 horas na terça-feira

20/11/2022 23:14 - Modificado em 20/11/2022 23:14


Os trabalhadores do Instituto do Mar (IMar) iniciam terça-feira, 22, uma greve de 48 horas para denunciar o pagamento de salários precários e exigir o Plano de Cargos Carreira e Salários (PCCS) e outros instrumentos de gestão.
Esta Informação foi avançada pelo secretário permanente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap), Luís Lima Fortes, para quem “existem trabalhadores no IMar a receber salários abaixo do salário mínimo nacional”, o que, segundo a mesma fonte, é “ilegal”.
Além disso, explicou, os trabalhadores continuam à espera da aprovação do PCCS, um instrumento para a gestão dos recursos humanos, que contempla ações capazes de “motivar e valorizar os colaboradores”.
Também, acrescentou o sindicalista, os trabalhadores reivindicam o desbloqueio do complemento salarial designado diuturnidade, enquanto trabalhadores do ex-Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP) que “ganharam direito desde 2002”.
A greve prevista para um período de 48 horas, inicia na terça-feira, 22, pelas 07:30 e termina no dia 24, à mesma hora.
Segundo a mesma fonte, o pré-aviso de greve foi entregue desde o dia 11 de Novembro e apesar das tentativas de negociação a paralisação vai continuar.
Entretanto, tanto o conselho diretivo do Instituto do Mar como o Sintap convocaram conferências de imprensa sobre o assunto para segunda-feira, 21, véspera da greve.

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.