“Lulu” – Um dos primeiros tenistas de Cabo Verde com 46 anos de muita prática  

20/11/2022 20:21 - Modificado em 20/11/2022 20:21

Desde a tenra idade que Luis Ramos Melo, mais conhecido no mundo do desporto por “Lulu”,  sempre teve uma enorme paixão pelo ténis. Já são 46 anos a dar a sua contribuição nesta modalidade que quer para a vida toda.

Luis Ramos Melo nasceu em 10 de junho de 1960 em Santo Tomé e Príncipe e veio para Cabo Verde com os pais quando tinha somente 18 meses de vida. Com apenas 4 anos de idade, Lulu já começava a observar os saques no clube de Mindelo, quando o avô que era guarda naquele espaço o levava.

Este tenista, que atualmente tem 62, cresceu vendo como era praticada esta modalidade.  “Quando criança, com 4 anos,  vinha para o clube de ténis do Mindelo com o meu avô que trabalhava como guarda no espaço”, contou Luis Melo lembrando que a apanha de bolas foi o seu primeiro contacto.

Quando já podia praticar um pouco, passou a se disponibilizar para bater com os mais experientes. Essa foi a carreira que estava se iniciando. O avô o improvisou algum material para começar porque acreditava no potencial do seu neto. “Começou a nascer o bichinho do tênis. As minhas participações em competições aconteceram por volta dos 16 anos”, lembrou.

Deambular sempre entre os dois clubes, Castilho e clube ténis Mindelo. A sua presença já era esperada em todas as competições, para jogar ou para assistir.

Através de muita observação e muita prática, Lulu já começava a competir em torneios e de seguida passando para competições regionais, deixando de ser o menino que apanhava as bolas, passado a ser um atleta. Um atleta que, não foi treinador.  

Como atleta, o tenista começou a ganhar destaque nesta modalidade, através das vitórias que seguia nas diversas competições. Na sua juventude as duas ilhas onde se praticava ténis era em São Vicente e em Santiago, na cidade da Praia, e com o tempo começou a marcar presença noutras ilhas.

Com 18 anos foi campeão junior em São Vicente, 19 anos ganhou um torneio em Angola, em 1985 foi campeão da zona II, na década de 90 foi vice-campeão da zona II. O mesmo já participou em várias competições fora do país: Já competiu em Senegal, 3 vezes em Guiné Bissau, 2 vezes em Santo Tomé e Príncipe, 4 vezes em Dacar e em Guiné Konakri.

Com 39 anos, deixou de competir e atualmente já tem a sua própria escola que vem formando vários atletas ao longo dos anos.  

Este treinador sublinhou a grande importância que esta modalidade tem na sua vida. “Tenis para mim minha vida. É a segunda coisa mais importante da minha vida. A primeira é a minha mãe. Quero  continuar nesta modalidade até quando eu puder”, desabafou.

Para Lulu foi “bons tempos”, e que não conseguiu criar uma ligação com outras modalidades mesmo tentando.  “Comecei a jogar futebol, mas não senti aquela ligação. As probabilidades de se lesionar no futebol eram mais altas e no tênis é difícil acontecer, já que é um desporto onde não há contacto fisico”, explicou.

Hoje Luis Ramos Melo já conta com o  nível 2 do tênis realizado em Dacar, uma iniciativa da Confederação Africana de Tênis. Para fora do país, já conseguiu levar alguns dos seus atletas para participar em competições, e a título de exemplo o Dacar, Guiné Bissau e Senegal.

A única coisa que diz lamentar neste momento é o fato de muitos pais usarem o desporto para punir os filhos, por causa de notas baixas.

AC – Estagiária

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.