COP27: Falta de consenso pode prolongar conferência

18/11/2022 16:29 - Modificado em 18/11/2022 16:33

A conferência da ONU sobre as alterações climáticas, COP27, deveria terminar hoje no Egito, mas o final pode ser adiado por estarem em aberto questões fundamentais, especialmente relacionados com financiamento.

A COP27 começou no dia 06 de novembro, com a participação de quase todos os países do mundo, e o final está marcado para hoje (18.11), com medidas na área da mitigação e adaptação às alterações climáticas e apoio aos países menos desenvolvidos, os que mais sofrem com o aquecimento global.

O primeiro rascunho de um acordo que está a ser discutido na cimeira do clima no Egito pretende manter a meta de limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius, mas deixa muitas das questões mais controversas sem solução. Isto a menos de 24 horas do encerramento previsto da COP27, esta sexta-feira.

O chefe de política climática da UE, Frans Timmermans, admite que o primeiro rascunho deixa muito a desejar, com o texto da capa a precisar de muito trabalho. O acordo esperado

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu ontem um “acordo ambicioso e fiável”, admitindo “uma quebra de confiança entre os países do Norte e do Sul.

“A maneira mais eficaz de reconstruir a confiança é encontrar um acordo ambicioso e confiável sobre perdas e danos, e apoio financeiro aos países em desenvolvimento”, defendeu Guterres.

A falta de consenso no primeiro projeto de declaração final divulgado ontem deixa em aberto estas e outras questões, pelo que o final da COP27 agendado para hoje corre o risco de ser adiado.

Ainda que a COP27 devesse terminar hoje participantes na conferência têm considerado que tal não é possível, e falam já de "fracasso" por não haver acordo sobre perdas e danos, apesar de o secretário-geral das ONU, António Guterres, ter pedido na quinta-feira que os países alcançassem um acordo "ambicioso e credível", destacando a necessidade de avanços imediatos para a questão das perdas e danos, a limitação dos combustíveis fósseis, e o financiamento para a adaptação e mitigação dos países pobres.

Na quinta-feira o presidente da COP27, resumiu assim a situação, a pouco mais de 24 horas do fim da COP: “O trabalho de mitigação ainda não alcançou o resultado desejado, a adaptação ainda está a ser tratada, o financiamento climático ainda não se concretizou, e do lado das perdas e danos, as partes estão a evitar tomar as difíceis decisões políticas”.

Nas quase duas semanas de reunião não há para já uma decisão, um anúncio ou um acordo que faça da COP27 um grande sucesso no objetivo principal de lutar contra as alterações climáticas.

Na noite de quinta-feira a presidência da COP27informou os presentes na conferência que as instalações estão disponíveis até domingo e que até esse dia estão também disponíveis a restauração e o transporte.

DW

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.