Urgimed Health & Hospitality mostra a capacidade e intenção dos nacionais em apostar no desenvolvimento do país – Júlio Wahnon

18/11/2022 00:46 - Modificado em 18/11/2022 00:53
Inauguração do hospital privado Urgimed Health & Hospitality, em 17 Novembro de 2022

A inauguração do Urgimed Health & Hospitality’ é um sonho tornado realidade e que veio reforçar ainda mais, a capacidade instalada, no que que refere a prestação de saúde na ilha de São Vicente e Cabo Verde. Quem o disse foi o administrador do primeiro hospital privado do país, Júlio Wahnon.

No seu discurso durante o ato, Júlio Wahnon garantiu que a ‘Urgimed Health & Hospitality’, vai apostar numa oferta de serviço de qualidade, diferenciada, inovadora e concebida de uma forma abrangente e aprimorada.

Por ser uma sociedade privada, de capital social 100% nacional, com acionistas residentes e no estrangeiro, o responsável disse que isso mostra a capacidade de nacionais, conforme fazerem coisas boas por Cabo Verde.

Orgulho deste sonho realizado, o médico realçou que a primeira fase já é uma realidade, fruto de um investimento a rondar o dois milhões de euros. Já a segunda fase, embora reconheça que será um desafio, assegurou que este vai ser, também, conquistado e realizado.

Uma tarde emotiva para um dos rostos do projeto, que salientou ainda que as unidades funcionais de melhor destaque e inovação do local, incluem uma maternidade, um bloco operatório, uma unidade de recobro internamento de várias especialidades, desde d medicina interna, cirurgias, urologia, ginecologia, ortopedia, otorrino e demais.

Disse ainda que o bloco cirúrgico da ‘Urgimed Health & Hospitality’, irá dispor da moderna tecnologia que irá atender aos procedimentos de baixa, media e alta complexidade. “A sala cirúrgica possui uma câmara de observação, onde, em caso de cesariana, o pai pode assistir ao nascimento do filho”.

Neste sentido, com todas as condições e uma equipa capaz a direcção garante que o hospital privado, agora uma realidade e prestes a funcionar, pretende servir toda a população residente, estabelecer relações privilegiadas com a comunidade emigrada e ser igualmente uma referência da população estrangeira, no âmbito do turismo em Cabo Verde.

Avançou ainda que ‘Urgimed Health & Hospitality’, vai trabalhar, também, com profissionais cabo-verdianos na diáspora para desenvolver e agregar mais-valia ao sector da saúde. “Face ao aumento das expectativas do cabo-verdianos e dinâmica do turismo é necessário o sector privados e saúde se desenvolve e se afirme cada vez mais como complemento desejado do sector publico”, atirou.

Júlio Wahnon acredita que a parceria publico/privado cujo principal objetivo é melhorar a qualidade dos serviços oferecidos á população devera incentivar os esforços para as alterações necessárias. “Estas parcerias apresentam vantagens compartilhamento de riscos, qualidade da prestação dos serviços, investimentos, inovação, dentre outras”.

A equipa, assegurou, está empenhada em fornecer um serviço de exceção onde prevalecem valores fundamentais, frisando que a prioridade será a humanização dos cuidados.

Para o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, a edificação do hospital privado é uma conquista para São Vicente e um passo para o fortalecimento do sistema nacional de saúde.

Uma construção, diz Augusto Neves, que possui um significado especial para a ilha e o país e testemunha o esforço complementar do sector privado para a expansão sanitária e da prestação de cuidados de saúde de qualidade à população.

O país passa a contar formalmente com mais uma unidade hospitalar de referência que irá servir com qualidade a população da ilha assim como os que vistam em trabalho e turismo esta região de barlavento”.

Augusto Neves, acredita que a edificação de um sistema de saúde forte e resiliente é de grande importância para o país, um ponto prioritário, conforme o edil para o Governo, que na voz do primeiro-ministro é uma garantia a ser trabalhada.

Ulisses Correia e Silva afirmou que quando o investimento é feito num sector como a saúde é importante para o desenvolvimento humano, pois considera que após a pandemia esta passou a ser um fator distintivo. “E hoje é inegável que possa existir uma boa economia sem bons serviços de saúde”.

Satisfeito por terem aproveitado os incentivos fiscais e financeiros e de promoção do investimento na saúde, espera que esta realização seja uma referência para outros que queiram fazer investimentos neste sector e garantiu que é importante e do interesse do governo as parceiras públicas/privadas.

Elvis Carvalho

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.