UE anuncia pacote de ajuda de 210 milhões para segurança alimentar global

14/11/2022 12:48 - Modificado em 14/11/2022 12:48

A União Europeia vai destinar 210 milhões de euros em ajudas a 15 países, a maior parte dos quais em África, para ajudar a combater o aumento da insegurança alimentar a nível mundial, anunciou hoje a Comissão Europeia.

Este novo pacote de ajuda, anunciado na véspera do arranque da cimeira do G20, em Bali, destina-se a cinco países da África Ocidental e Central (Burkina Faso, Mali, Níger, Chade e República Centro Africana), quatro da África Oriental e Austral (Sudão, Sudão do Sul, Etiópia e Somália), três do Médio Oriente (Iémen, Síria e Líbano), Afeganistão e ainda à crise regional na América Latina provocada pela situação na Venezuela e ao Corredor Seco da América Central.

“A guerra da Rússia na Ucrânia está a ter um grande efeito no fornecimento global de alimentos. Países que já eram vulneráveis a choques alimentares foram colocados numa situação dramática. Temos de agir para evitar a fome em algumas das zonas mais pobres do mundo”, declarou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

De acordo com o executivo comunitário, com este novo pacote de ajuda, o apoio global da UE à segurança alimentar global ascende a 8 mil milhões de euros entre 2020 e 2024.

Bruxelas sublinha que, “em 2022, a insegurança alimentar atingiu níveis sem precedentes, tanto em escala como em gravidade, com pelo menos 205 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar aguda e a necessitarem de assistência urgente”, sendo este “o nível mais elevado de que há registo”.

Noticias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.