Maio/3º fórum da Juventude: Ministro da Juventude considera “positivo” este evento e promete levar avante as recomendações

13/11/2022 20:20 - Modificado em 13/11/2022 20:25


O ministro Adjunto do Primeiro-ministro e ministro da Juventude e Desporto, Carlos Monteiro, fez um balanço “positivo” no fecho do 3º Fórum da Juventude, que decorreu na ilha do Maio de 10 a 12 de Novembro.

Conforme avançou Carlos Monteiro, houve um engajamento total dos participantes durante os três dias e ainda mesmo no final dos painéis disseram que precisam ainda de mais tempo para colocarem mais questões aos palestrantes, o que, na sua opinião, revela que os assuntos debatidos foram relevantes.

Para Carlos Monteiro, estes dias foram bastante produtivos, durante os quais saíram subsídios que vão ser debatidos ao longo dos próximos dias e meses até à realização do próximo evento, que vai decorrer em Porto Novo. Mas, até lá, garantiu que já estão delineados fóruns regionais, como forma de proporcionar aos jovens um momento de partilha e debate das questões que mais lhes afligem.

“Estamos também a analisar a possibilidade de realizar o fórum das ilhas, durante o ano de 2023, para além dos fóruns regionais, que também vão continuar a ser realizados, com vista a continuarmos a recolher os subsídios para a implementação das políticas públicas para a juventude”, ressaltou.

Aquele governante fez saber que à semelhança dos anos anteriores, também saiu às recomendações da cidade do Porto Inglês, o que garantiu estarem em linha com as políticas do Governo e que vem sendo implementadas, pelo que alguns aspectos vão merecer “mais reforço e melhorias”, destacando como exemplo os sectores da educação, emprego e fomento do empreendedorismo.

“Os jovens solicitaram também mais acções que os ajudam a perceber como devem investir no empreendedorismo e como se faz o empreendedorismo”, sublinhou, informando que estas questões vão ser encaminhadas para a Pro-empresa, com vista a divulgar mais esta cultura empreendedora junto dos jovens, das escolas e das comunidades.

Carlos Santos fez saber por outro lado, que no orçamento para o ano de 2023, o governo alocou uma verba destinada à juventude, aliás frisou que vai haver um aumento para acções destinadas a esta camada social, em diversos projectos.

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.