Festival Mindelact: “Transfiguration” promete ser uma performance “fascinante, expressiva e total”

8/11/2022 18:08 - Modificado em 8/11/2022 18:08
| Comentários fechados em Festival Mindelact: “Transfiguration” promete ser uma performance “fascinante, expressiva e total”


Em cena durante 50 minutos no palco do Centro Cultural do Mindelo, na sequência da 28ª edição do Festival Mindelact, o artista, pintor, escultor e performer francês, Olivier de Sagazan trás a sua performance mais famosa “Transfiguration”  que foi criada em 1998, e conta com mais de 300 apresentações em 20 países. A peça é a história do desejo não cumprido do escultor de incutir vida na sua criação.

Direcionado a maiores de 16 anos de idade, este espetáculo pode impressionar pessoas mais sensíveis.

“Num gesto de desespero, penetra no barro que usa como material para lhe dar vida. Esculpe barro na própria cabeça, enterrando-se no material, erradicando a sua identidade e tornando-se numa obra de arte viva, algures marionetista numa marioneta”, explica a Associação Mindelact.

O material que é usado no seu rosto o cega, fazendo com este artista tenha uma única solução: “olhar para dentro, para as profundezas do seu ser”.

Sagazan muda de identidade em palco numa performance “fascinante, expressiva e total”, perfurando, apagando e desvendando as camadas do seu rosto numa busca frenética e desinibida.

“Pintar-se e esculpir-se torna-se numa forma de ritual situada entre a dança e o transe, cujo motor criativo é a improvisação, o aleatório e o acaso”, escreve.

Olivier de Sagazan vem enveredando cada vez mais pelas artes performativas – performance, dança e teatro.

Realizou mais de 300 performances em vinte países, as quais conduziram a inúmeras colaborações com artistas do mundo da moda, cinema e música.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.