Profissionais de saúde da região do Barlavento capacitados para intervir em situações críticas

30/10/2022 23:39 - Modificado em 30/10/2022 23:39
| Comentários fechados em Profissionais de saúde da região do Barlavento capacitados para intervir em situações críticas


Os profissionais de saúde da região do Barlavento recebem a partir desta segunda-feira uma formação em suporte avançado e imediato de vida para permitir reforçar capacidades e dar resposta a doenças com início súbito. Esta ação é destinado aos médicos e enfermeiros das ilhas do Barlavento.

O objectivo, conforme informações da Direcção Nacional da Saúde, é de qualificar e capacitar os profissionais para integrar equipas de atendimento em contextos extra e intra-hospitalar à pessoa/família em situação critica. Isto porque, segundo a mesma fonte, em Cabo Verde, assim como em outros países, têm aumentado as doenças com início súbito e as crónicas que agudizam.

“O aumento e a complexidade dos acidentes, o acréscimo da violência urbana e catástrofes naturais em que a falência ou risco de falência de funções vitais podem conduzir a pessoa à morte se não intervirem atempadamente”, elucidou a entidade de saúde.

Segundo a mesma fonte, estes factores podem levar à paragem cardiorrespiratória, considerada a condição clínica “mais crítica” na prática médica, pois, em média, apenas cerca de 10% dos pacientes sobrevivem fora do hospital e cerca de três quartos morrem mesmo se a paragem cardiorrespiratória ocorrer em ambiente intra-hospitalar.

A formação em suporte avançado e imediato de vida, que em São Vicente decorre de 30 de Outubro a 01 de Novembro, tem certificação internacional e esta é a segunda fase, pois, a primeira foi realizada em Junho deste ano e destinou-se aos profissionais da região do Sotavento.

O acto de abertura, a realizar-se na Universidade do Mindelo (Uni-Mindelo), acontece nesta segunda-feira, 31, e será presidido pelo director Nacional da Saúde, Jorge Noel Barreto.

O curso é organizado pela Direcção Nacional da Saúde, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Escola do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira – Escola SESARAM (Portugal).

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.